Sexta-feira, 4 de Abril de 2008

os preservativos indianos



XX - eh pá... já viste aquele vídeo dos preservativos indianos ???...

Zé - ...?!? preservativos indianos ?!?...

XX - sim pá !... tem uns preservativos a cantar e a dançar...

Zé - não !!!... em que canal ?

XX - qual canal pá !!?... (gargalhada) no youtube.

Zé - ... (putz...) eu quase nunca vou ao youtube.

XX - eh pá... tens que ver (gargalhada) aquilo é de partir o côco !...

Zé - mas é o quê... exactamente ?... um anúncio ?

XX - acho que sim pá... mas (gargalhada)... aquilo é tãooo farsola pá !!!... só visto.

Zé - ( ... )

XX - que coisa tão mal feitinha, caraças !... é de bradar aos céus.






nunca mais me lembrei disto.

nem me passou pela cabeça andar pelo YouTube
à procura de spots indianos sobre preservativos...


há pouco fui à "a Funda São"

e encontrei isto :

http://afundasao.blogspot.com/2008/04/educao-sexual-la-bollywood.html



bom...

agora... se não se importam...

mostrem-me o correspondente português

que, "com certeza"
não estará mal feitinho, não será farsola, nem será de bradar aos céus


acho deveras estranho... criticar-se aos outros
aquilo para que não temos a coragem nem o bom senso




Bom Fim de Semana



sinto-me: cansado...
música: Look At Yourself - (Uriah Heep)

Quinta-feira, 3 de Abril de 2008

em caso de dúvida, consulte o seu... ( menage )



poucos dias atrás tive uma “pequena ménage” em que, por razões que não vêm ao caso, fiquei simplesmente a receber sexo oral, com um 69 muito breve de permeio.

 

depois disso… houve uma conversa muito interessante e agradável… já só entre machos… pois ela estava efectivamente muito cansada e adormeceu no sofá… cabeça no colo dele, pernas sobre as minhas.


 


copyright Really Corking


o simplesmente a receber sexo oral… aconteceu… foi episódico… não é “o costume” e há muito que não sucedia.

mas fez com que… parte da conversa recaísse sobre a altura em que nos conhecemos, há quase quatro anos atrás.

 

eles haviam colocado um anúncio num site e nele diziam, claramente, que desejavam encontrar um homem que estivesse na disposição de apenas receber sexo oral.

Curiosamente, falámos mais agora acerca disso do que naquela altura e soube de coisas que desconhecia.

 

por exemplo… soube que eu era a “derradeira tentativa” deles… que se não tivesse resultado comigo, muito provavelmente teriam desistido de tentar.

e que estive quase-quase a nem sequer chegar a conhecê-los por causa de um energúmeno qualquer…

 

a história, a esta distância, é “engraçada”.

 

tiveram poucas respostas ao tal anúncio.

oito ou nove, segundo se lembram.

já o esperavam… pois não tinham a pretensão de ombrear com outros casais que pretendiam (ou diziam pretender) tudo-e-mais-alguma-coisa nos encontros.

e, ainda assim, após uma primeira apreciação ficaram resumidos a cinco candidatos.

curiosamente… eu era o último.

o facto de não ter web-cam e de ter afirmado (no mail de resposta) que não apreciava longas (e arrastadas) conversas no messenger relegou-me para essa inglória posição… o 1º lugar dos perdedores (eheheh).

 

entretanto… começaram com as conversas no messenger, com vista a eventuais encontros em pessoa, etc… o que é uma sequência de acontecimentos muito comum nestas coisas.

 

o primeiro – que era aquele que aparentava ser mais do agrado de ambos (sim, de ambos) – “espalhou-se ao comprido” logo na primeira conversa.

muito rapidamente passou da converseta delicodoce à insistência massacrante para que não fosse “apenas” sexo oral e… pouco depois… tornou-se mesmo impertinente ao afirmar que aquilo era uma proposta muito egoísta da parte do companheiro dela.

 

é em alturas destas que, sem duvida alguma, se confirma que há gajos muito broncos, cromos em absoluto mesmo !

poderão fazer os juízos que bem entenderem acerca de um homem que aceite fazer uma ménage-a-trois com a companheira e mesmo adjectivá-lo como a vossa moral ditar, mas… “egoísta” ?!?...

essa… só mesmo para rir !

 

bom… algo de semelhante aconteceu com o segundo e o terceiro contactado… sempre a dita insistência para que fosse algo mais do que sexo oral.

e continuava-se no reino da cromite.


se, num anúncio, se escreve que “esteja na disposição de apenas receber sexo oral”… é isso, exactamente, que temos de ler !

não se inventem “entrelinhas” que não existem, que não estão sequer subtilmente sugeridas.

o argumento de que “há outros casais que dizem o mesmo e depois, afinal, querem mais” não se emprega !

talvez até se aplique àquele caso mas… não se sabe, não se emprega.

é estúpido jogar com esse argumento, igual a tantos outros na cretina presunção de que “se dá com uns, dá com todos”.

até existem casais que gostam dessa demonstração machista, okay… mas há que o definir sem margem para dúvidas antes de se avançar…

(ou assim deveria ser... pois esta observação de nada vale a um espírito 100% machista)

contar com o argumento de antemão, ainda que não se empregue… pode trazer alguma frustração, algum desencanto, que só terá um responsável.

 

esse “depois, afinal, querem mais” cabe ao casal expressar… mais ou menos claramente...  depende.

quem responde ao anúncio… é convidado, aceitou a proposta que lhe foi feita e das duas uma… ou aceita a forma com naturalidade… ou aceita daquela vez e, vendo que não lhe interessa repetir ou investir, por ela se fica.

 

sem papas na língua afirmo… se sexo oral não vos é aliciante ou sexo bastante por si só… não respondam a anúncios desse género.

há um leque enorme de convites de casais, para as mais diversas práticas, mesmo com homens singles… que não se compreende este alvitrar e a respectiva insistência.

ou julgam-se mais “espertalhões” do que o homem do outro lado ?!

se assim “julgam”, são muito mais ingénuos do que pensei…

 

chegados ao quarto e ao último (eu… snifff…) houve uma “troca” relativa.

o quarto não respondia aos mails nem aparecia no messenger.

de forma que… apesar de já algo desmotivados com tudo aquilo… decidiram marcar encontro comigo.

só que… porca miséria… naquela altura estava em serviço no norte e não pude marcar para os dias seguintes… ficámo-nos para dali a semana e meia, mais coisa / menos coisa.

mas… ficou “marcado e garantido” após uma conversa, dividida entre o messenger e o telemóvel (disso lembro-me bem) e depois de uma insistência muito grande (que também recordo e que estranhei) para que eu respeitasse o que haviam escrito no anúncio.

 

mas… é no entretanto que o quarto resolve aparecer.

gostaram bastante dele, no Messenger… depois ao telefone… e lá acabaram por aceitar o encontro em pessoa.

foram “passear um bocadinho” e… pouco depois… tudo corria bem, as libidos já estavam afogueadas e tal… pensava-se já num poiso mais intimista, etc… e zás… mais aquele que põe a pata na poça !!!...

 

bom… não entrámos em muito pormenores, nem é necessário !

este tipo de situações são extremamente aborrecidas e nem “à distância” são agradáveis de revisitar em pormenor.

 




quando liguei para combinarmos sítio, hora, etc… lá ouvi que era para esquecer, que haviam decidido não ir avante e afins.

ou seja… tudo indicava que... por interposta cromite alheia, lá ia ficar o Sextrip “a arder”, como se usa dizer.

notei contudo, que apesar da boa educação na conversa (são-no, sempre foram) havia ali um… agridoce qualquer, uma certa “revolta” muito bem disfarçada, muito subtil, mas que pressentia.

tinha pensado cá para comigo, “estes encontraram outro, que lhes agradou mais” mas… depois daquele “tom” na conversa, repensei… "hummm, nã… foi outra coisa"... havia desencanto ali.

e lembro-me que, no fim da conversa... já com a nega definida por eles e aceite por mim… lhes disse apenas:

- vocês é que sabem, evidentemente, mas… se um dia quiserem encontrar-me, mesmo só para conversarmos, nada mais… eu gostaria imenso ! nem toda a gente é igual…

eles nada comentaram, apenas agradeceram, despediram-se e pronto… (paciência) “esqueci” a ideia…

 

acho que quase duas semanas depois, ligaram-me…

encontrámo-nos numa esplanada à beira rio e falámos durante um par de horas…

começou “seca” mas… acabou bem disposta e agradável afinal.

para nada avançámos nesse encontro… nem no seguinte, eheheh.

e sim… nos dois primeiros encontros, só recebi sexo oral.

e encontrámo-nos para jantar, sem nenhum sexo em vista.

e encontrámo-nos para um segundo jantar nas mesmas condições e…

 

e je ne regrette rien… como canta(va) a vossa chanteuse preferida !


gosto muito de vocês e… apesar de tudo… “ainda bem” que há cromos que não se sabem comportar... ou não vos teria conhecido.

 


 

sinto-me: (não sei explicar exactamente)
música: Je Ne Regrette Rien - (Edith Piaf)

Domingo, 30 de Março de 2008

objectivo deste blogue




por fim a responder ao desafio da nossa querida Infiel

porque carga d’água surgiu este blogue e qual é a ideia afinal ???

 


conforme já disse… já em várias ocasiões tive oportunidade de explicar, mais ou menos claramente, essas razões.

mas… serve o desafio da Infiel para fazer um artigo sobre isso, para o dissecar bastante mais e para ficar como uma referência futura.

(se alguém voltar a perguntar o mesmo… zás, vai de link e está a andar…)

 

se a explicação não colher credibilidade unânime (o mais provável)… pois paciência… será porque alguém quererá à força que seja outra… mais cliché ou mais à sua conveniência e… não tenho nada a haver com isso !

(queixem-se à ASAE…)

 


posto isto, vamos lá…

 

 

 


 

 



o fito original deste blogue está, hoje em dia e nalgumas opiniões… um pouco “desvirtuado”.

noutras opiniões… apenas e simplesmente alargou o seu âmbito.

(eu acho as duas verdadeiras… e nenhuma em absoluto)

para perceber isto melhor… teremos de recuar um pouco atrás das suas origens.

 

sabem aqueles que me seguem desde o início (pelo menos) que gosto de sexo grupal e de ménages-a-trois em particular.

também sabem (já perceberam com certeza) que gosto muito de escrever.

 

acontece que… por vezes e havendo já alguma confiança, as pessoas gostam de se fotografar ou de se gravarem em vídeos caseiros.

mesmo apenas a dois as pessoas gostam de o fazer…

(tenham calma... já vão perceber o que é que tem a haver...)


somos voyeurs de nós próprios, todos temos a nossa dose de exibicionismo ou simplesmente gostamos de registar momentos para o futuro.

eu… nunca fui de o fazer (fotografar ou gravar)… por um lado por “feitio” próprio… por outro porque, como convidado, nunca me achei nesse direito.

 

de maneira que… a minha forma de contribuir para essa memória, exibicionismo, voyeurismo, era (e ainda é) escrever sobre as nossas experiências, descrever os nossos momentos e oferecer esses textos aos casais.

o hábito (e o prazer) de fazer isso sempre foi muito bem recebido pelos meus parceiros… fosse pelo invulgar da ideia, fosse por ter um efeito muito semelhante ao de um vídeo.

não raras vezes, até mais erótico do que um.

 

com o decorrer disto e da parte das pessoas que já conhecia há mais tempo… lá começaram a surgir as sugestões para escrever um livro, etc, etc…

 

bom… erradamente ou não… nunca acreditei muito nessa hipótese de levar ao prelo essas nossas histórias, nem na viabilidade disso e… nunca dei demasiada atenção a tal assunto.

o blogue acaba por surgir, portanto, como uma alternativa realista a essa vã tentativa de me sugerirem um livro e… neste ponto da situação influi o aspecto que me faz sorrir, por vezes, de alguns comentários moralistas que já recebi.

é que… a ideia do blogue não foi minha !

 

o “Sextrip” era para se chamar “O Outro, Ela e Ele”…. e surgiria por sugestão de um casal, o Rui e a Célia, que tiveram duas razões para ma fazerem:

1º, porque realmente gostavam das coisas que escrevia e de como as escrevia…

2º, porque todos somos exibicionistas (em graus variáveis) e as histórias na net permitem um certo “exibicionismo com risco calculado” de que eles gostavam… e eu também.

 

contudo… eu não queria (nem podia) simplesmente “pegar” nos textos que lhes havia dedicado e colocá-los aqui.

tinha que os alterar, remover pormenores que os pudessem identificar ou mesmo… aqueles “apartes” que se pretendiam realmente exclusivos… ou seja… teria, de certa forma, de reescrever as histórias.

e enquanto isso foi sendo feito… outros souberam da ideia… também gostaram… também incentivaram… também quiseram entrar… etc.

passaram-se uns meses e dei comigo quase com um “projecto” em mãos.

depois… outro casal, a Rosa e o M.T., sugeriram que o blogue, além das histórias (dos relatos) podia tentar lançar alguma luz sobre o sexo em grupo que, na altura, andava pelas páginas de jornais e revistas… cheio de lugares comuns, de moralismos de treta, de falsas ou confusas noções, etc.

toda a gente achou bem e… adensou-se um pouco mais a ideia.


no fundo… foram estes os alicerces do “Sextrip” !

rigorosamente… nada mais !

 

depois… algumas amigas e amigos também desejaram entrar na ideia… eu próprio comecei a querer expor-me um pouco mais… começaram as interacções nos comentários, os mails, as questões levantadas noutros blogues, em suma...o dia-a-dia.

o desejo de falar em diversas formas de sexo sem floreados… de passar mensagens algo diferentes das que se encontram em revistinhas e jornalinhos… e “por aí afora”.

até que se chegou à forma em que hoje nos encontramos.

 

a perspectiva dos meus parceiros e amigos também se modificou um pouco.

vêm cá ler coisas que antes desconheciam (ou pouco conheciam) a meu respeito… retiram ilações, leituras, de coisas que escrevo… encontram (muita vez) motivos para conversas que antes não tínhamos, de que não suspeitávamos sequer.

no fundo, é uma mais valia nas nossas relações, algo separadas no tempo por diversas imposições que não podemos controlar – é como uma correspondência, em que a minha exposição acaba provocando a sua.

tem sido uma “consequência” muito interessante, com que não contávamos originalmente e mesmo muito agradável.

 

infelizmente… o equilíbrio entre tudo isto tem sido um pouco difícil de conseguir porque… o blogue não é a minha vida, o tempo para ele (por vezes) não abunda, há também algumas prioridades de que faço questão, etc.

se fosse “reformado”… andava a oscilar entre o blogue e a vida sexual com intervalos para comer e dormir, eheheh… mas não sou.

(é claro que… estou a brincar… tenho outros prazeres na vida)

 

lamento portanto “desapontar”, mas… não !

o blogue nunca foi pensado com o intuito que muita gente pretende.

nunca foi pensado como uma “plataforma de engate” !

 

há uma diferença muito grande entre… eventualmente acontecerem seduções, como uma consequência natural (tão simplesmente humana)… e premeditarem-se essas situações, incentivá-las, investir exclusivamente nelas !

e neste blogue… quem não vê esta diferença e pretende apontar-lhe esse intuito de mero “engate”, das duas uma… ou é inocente (no bom sentido) ou é estúpido e mal intencionado (no único sentido) !

 

há aqui pessoas, de quem gosto sinceramente, a quem aprecio a companhia, a troca de palavras e ideias, a malícia, o flirt !

se as quisesse “aliciar” a um contacto físico… tenho acesso aos seus e-mails, muitas vivem aqui em redor ou mesmo não veria entrave a cobrir 400 ou 500 quilómetros para um eventual encontro.

porque não o tento, nem o faço… fica entregue à vossa imaginação – caso tudo o que escrevi não vos elucide em nada…

desde que comecei este blogue… por sua via aceitei um encontro, com um casal e… por sua consequência, tive também um “desencontro”.

para quem “meia palavra” não baste… quando se está de alma em algo, tanto se colhem as uvas quanto se nos azeda o vinho... é a vida.

 

gostaria que se tivesse a noção do ridículo que existe em tantas suspeitas de mero “intuito de engate” mas… na verdade… também não me trava o passo por aí além !

quem aqui vem simplesmente “engatar”… dificilmente se expõe, não se interessa em lançar questões, nem em debatê-las… não investe nessas coisas nem arrisca uma má palavra, uma mancha na “reputação”… tem um único fito e uma única forma de estar.

quem  não vê nem admite entender isto… é frustrado ou faz parte do mesmo saco !

 

para aqueles mais arraigados a essa ideia… apenas isto:

não sou como vocês… não tenho falta de sexo… não necessito de um blogue para o tentar encontrar !

não vejo mal em quem o faça… mas não tentem colar-me o vosso rótulo.

 


o Sextrip continuará a tentar fazer deste blogue um local onde fala e “se fala” de sexo, de sexualidade, de relações entre pessoas, de momentos bons, de momentos maus, de vaipes e desabafos…

o Sextrip continuará, na medida do possível, a ir a outros blogues, de mulheres e de homens, “conversar” com as pessoas por detrás dos monitores, participar nos seus blogues, opinar nas suas questões…

o Sextrip continuará a fazer da blogosfera uma catarse e uma partilha que descobriu e da qual gostou... o que, na verdade, é o Objectivo Deste Blogue !


até que um dia…  talvez seja simplesmente uma memória, para aqueles que eventualmente encontraram “algo” nas minhas palavras.

 

e parece-me que… é tudo !


 

todo o resto... dedicatória, nomeações, etc... faço-o 2ª ou 3ª feira (se não se importam).

agora tenho um "almocinho"...


 

beijos e abraços !


 




 

porque vou ao blogue da Infiel…

isto é... porque vou ao blogue de quem me convidou/desafiou

 


bom… seja um ponto de vista errado ou não, a grande maioria dos blogues femininos não me dizem nada!

entre outros aspectos, oscilam muito entre serem blogues “coitadinha de mim” e blogues “grrrr, sou muito mazinha”.

o da Infiel é bastante mais equilibrado do que isso e eu gosto de pessoas equilibradas ou que busquem o equilíbrio !

é muito simples…

é nesse “meio” que encontraremos, senão a virtude, a Infiel.

 

curiosamente… quando cheguei à blogosfera alguém havia falado da moda das mulheres casadas fazerem blogues para falarem das suas infidelidades (ainda não encontrei essa “moda”, mas pronto…) e quando vi um blogue feminino intitulado “Infiel” pensei cá para comigo, “ora cá está uma…”.

e claro… a minha costela de gato (ou feminina, se preferirem) lá me incitou à inevitável espreitadela.

não era aquilo que pensava mas… talvez por isso mesmo… gostei !

era o blogue com a perspectiva diferente naquela matéria.

 

continuo a lá ir porque a Infiel é uma mulher inteligente, logo interessante, que se vai revelando naquilo que escreve.

(além de que diz coisas sobre mim de que eu gosto, pronto…)

do que penso mais sobre ela… já o disse na dedicatória que lhe fiz no script too long (not sex)”, mas… repito-o:

 

"… à Infiel, por a sentir como uma pessoa com tristezas na alma com as quais luta e que busca coragem em todas as coisas para se manter à tona – a quem desejo que nunca baixe a guarda, a quem desejo que acabe por se cruzar com quem a queira e saiba amar incondicionalmente."

 

 


âmbito e regras segundo a Infiel, autora do desafio:

 

- que nos leva a escrever, formatar, encontrar imagens, responder a comentários, a ter e manter um blog???? quando só queríamos que uma só pessoa o visse e essa pessoa nem sabe que temos um blog....

 Regras???

 ok regras:

 - as que regem todos os outros desafios, seguindo a regra de bem viver na blogoesfera.

- responder á pergunta e passa-lo a outros bloguistas num nº entre 7 e 9

 - dizendo porque os seguem

 - enviar selo do desafio

 


nomear blogues… … (hummm, isto é sempre um sarilho… eheheh)

 

aqui vão os sete que farão o que entenderem com o convite, claro…

 

Cigana

gosto de ler as opiniões desta mulher…

 

Directed by:

gosto à brava da garina, pronto… é gira.

 

Elástico da Cueca

porque aparecem por lá coisas que muito se discutem, mas nem sempre por aqueles prismas.

 

Estrela do Sul

essencialmente para “ver” como vai o Mário.

 

Fritas da Tola

porque... ... bem, o nome diz tudo !...

 

Sem Penas

para me rebolar a rir a todo o comprimento da sala… (o gajo é mesmo Ruim !!!)

 

Sexo sem Nexo

porque é outra mulher interessante.

 

(PS... não me perguntem porque é que as cores e tamanhos de letra dos links estão maradas... porque não faço a mínima ideia e já fartei de tentar resolver... arreeee...)


sinto-me: atrasado para o almoço...
música: Who Wants To Live Forever - (Queen)

Quinta-feira, 27 de Março de 2008

vaipe 4.759.328 ( da fashionite )



dado o conteúdo do artigo anterior…


deu-me o vaipe de escrever este.


 


( 1 )

E TU... MULHER QUE VENS A ESTE BLOGUE... qual a maneira de um homem se vestir, que eleges como “a mais provocadora” ao teu gosto pessoal ?

(é pá, mas por favor... não me venham com fardas da marinha ou da TAP... que com isso a gente já conta...)

 

( 2 )

será o guarda roupa masculino menos propício a esse tipo de "produção"?

 

( 3 )

estará o homem, afinal, mais dependente da relação roupa/forma-física para alcançar esse tipo de sedução do que a mulher  ?


 


( 4 )

concordas com a afirmação de que “os gays são os homens que melhor vestem”, que muitas mulheres proferem ?

 

( 5 )

se concordas, diz-me… porque achas que assim seja ?

 

( 6 )

e então contra-argumenta a seguinte afirmação da minha amiga Ana :

toda a moda masculina é apaneleirada !!!...


 


ahhh... não me apanham assim, não !!!


 

( 7 )

uma última afirmação para comentares… mas desta vez proferida pelo meu caro amigo TT :

a uma mulher boa, qualquer trapinho cai lindamente… já aos gajos, é mais a forma como vestem o trapinho… é preciso um certo toque

 

 

hã?!?...

isto é que é um desafio !!! ... é ou não é ?!?...

ora vamos lá a ver se há respostas.


 

os "gaijos"... também podem responder, claro...
ou podem vir para aqui... beber umas bjecas e comer umas alcagoitas
enquanto lemos as respostas...

 


cá por mim… estou sempre “à rasca” !

muita da roupa de que gosto… deve ser desenhada por gajos lingrinhas...

para gajos lingrinhas…

e é um sarilho para conseguir o que quero.




 

definição de "lingrinhas" :

gajos super magrinhos, estreitinhos e que não aguentam um estalo...)


 

 



sinto-me: esparvoado...
música: If You Don't Know Me By Now - (Simply Red)

Terça-feira, 25 de Março de 2008

érre éme (01)




tem um andar... estonteante...
que é o mesmo que ir a dizer...
olha-me bem para estas pernas
bem torneadas... tonificadas...

usa umas saias...
que são o mesmo que exclamar...
imagina só estas nádegas...
dá para perceber o fio dental ?...
e este triângulo... tão promissor... que faz à frente...
que achas ?...

põe umas blusas e uns top's...
que é o mesmo que nos garantir...
já não sou nenhuma nina, mas...
tenho tudo no sítio...
já viste bem este decote ?...
e de barriguinha, népia... já topaste ?

tudo nela é o mesmo que nos perguntar...
sou uma quarentinha toda boa, não sou ?!


e é !
mesmo !
além disso... é uma mulher bonita... simpática... muito agradável.
além disso... é boa pessoa.







a determinada altura da conversa, na placidez da esplanada, diz-me :
- os homens, também... ficam-se a mirar que parecem basbaques...
olho para ela e digo apenas :
- e...
- "e..." o quê ? - pergunta.
- e... acaba a frase.
- qual frase ?!...
- "os homens ficam-se a mirar que parecem uns basbaques" e... tu adoras isso !
(pôs-se a rir)
- ahhh... não é bem assim.
- está bem... já sei... não mostras os atributos... usas a moda com que mais te identificas e tal...
(mais risos)
- és um chato tu...
- não sou nada chato... tu é que te esqueces que já não tenho 30 anos...
- olha, olha... pfff... que queres dizer com isso ?
pouso e dobro o jornal que "fingia ler".
- quero dizer que... adoro que te vistas de maneira a mostrares que és boazona !...




além disso... é uma mulher vaidosa.

(bem... são-no todas...)






janeiro-2008
sinto-me: saudoso
música: Meravigliosa Creatura - (Gianna Nannini)

Segunda-feira, 24 de Março de 2008

após a páscoa... estou de volta



páscoa 1

 

mais uma páscoa, mais uma reunião de família.

a Infiel não comprou o vestido a tempo… paciência… fica para a próxima.

desta vez, depois de escalpelizados os recentes acontecimentos com a minha mãe, deu-lhes para a má-língua política e socratista, ou seja… felizmente que os caixotes revestidos a azulejo assinados pelo nosso primeiro desviaram as atenções do meu celibato.

(fico a “dever-lhe” esta…)

a priminha de 27 aninhos, quase 28, está… um tesão.

ainda bem que pouco me liga, senão… credo… ainda lhe fazia a folha.

adiante…

foi uma reunião boa… houveram algumas vidas que melhoraram um pouco no entretanto, de dezembro para cá, o que me deixou bastante feliz.

a velha matriarca é que continua irascível e intragável… aquilo é incurável.

 

 

páscoa 2

 

parto-me a rir com os anúncios da tmn… da trata de triplicar o saldo, dos coelhinhos, etc.

aquele rei mago é impagável !

notei que, para além dos catraios, só eu e mais cinco é que achámos um piadão àquela tralha toda.

está portanto definida a “facção” dentro do “clã”… que o tipo de humor também é uma forma de se perceberem cumplicidades.

 

e lá está… “por onde saem os ovos ?!”, pois !...

okay… sou um tonto, pronto.

 

 

páscoa 3

 

ainda não percebi grande coisa daquela polémica com a aluna, a professora e o telemóvel… ou, calhando, pouco terá para “perceber”.

(era outro dos assuntos em “debate”…)

 

o meu mais velho diz-me : - oh Tito, na minha turma há miúdas sempre  ao telemóvel durante a aula…a mandar smésses…

- e achas isso correcto ? – pergunto-lhe.

- eu não… mas elas são “agarradas”…

- e as professoras ? que fazem ?...

- às vezes tiram-lhes os telemóveis e só lhos dão no fim das aulas ou no fim do dia.

- e tu ?... nunca mandas uns… smésses ?

- achas ?!?!?... nas aulas ponho em silêncio ou desligo quando tenho pouca carga.

- mas nunca houve nenhuma cena assim na tua escola ?

- nã… na minha turma não… mas falam lá na escola que vai sair uma lei que proíbe levarmos telemóveis, mp3, pens e outros equipamentos electrónicos.

- mas isso já é proibido, não é ?...

- sim, nas aulas… mas agora dizem que é na escola toda.

não lhe comento mais nada.


bom… vou ter de perguntar ao DT, o que se passa exactamente.

podem dizer o que quiserem acerca de “pais super-protectores” e afins que, a mim, isso não me interessa para nada !

há milhares e milhares de miúdos para quem o telemóvel é, em grande parte, uma forma de contacto com a família, que para além da vertente lúdica faz parte de uma segurança que a tecnologia tornou possível.

já chateia esta alarvidade de quando não se consegue resolver o problema de base, vai de proibir… esquecendo que se continuam a castigar milhares de justos pelo pecador.

se assim for… vai haver merda !

mas "sacudi" a coisa da mente... estávamos em família...

 

 

páscoa 4

 

vou a entrar numa pastelaria de Santarém com os meus sobrinhos e um amigo do do meio, quando… dou de caras com uma ex-colega minha de um antigo emprego.

surpresa… há quantos anos… o mundo é pequeno… etc e tal…

julgou que eu ainda era casado e que os quatro eram meus filhos.

expliquei-lhe que não e… ficou visivelmente radiante !

(as mulheres, muita vez, não são assim tão indecifráveis quanto se diz…)

- hummm, pois… também estou divorciada… divorciada e boa rapariga… (risos)

pois pois…”rapariga”, obviamente… “boa”, absolutamente !!!

(eh pá, putos… tomem lá 40 euros e bazem…) foi só um pensamento...


a conversa foi curta… eu estava de entrada com o infantário, ela de saída com um grupo geriátrico… mas, trocámos números de telemóvel e promessas de um encontro em Lisboa.

foi bom saber que ela é mais uma das que acham que os homens são como o vinho do Porto… é sempre uma informação relevante !

afinal sempre existem “ovos da Páscoa” !

( mnhammm… que coelhinha tão apetitosa que ela está !!!)

 

 

páscoa 5

 

- Ah… mas então o que a sua mãezinha teve foi uma broncopenomia’ !

 

ainda estive para dizer que há uma coisa chamada broncopneumonia (ou pneumonia lobular se preferirem), mas… tenho esta mania lixada de não dar à dica com pessoas que ostensivamente se acham mais cultas que as demais.

e não… não foi só uma “simples” broncopneumonia.

 

 

páscoa 6

 

e acerca da minha dedicação/preocupação pela minha mãe nestes dias… dizia a “mulher-moderna-espertalhona-sofisticada” :

- ai os homens, os homens… tenham a idade que tiverem estão sempre dependentes da mãezinhas…

(…?...)

eu ia perguntar-lhe se ela já tinha experimentado a ser sodomizada… pois é um autêntico bálsamo para aquele estado opinativo idiota, mas… a minha ovelhinha negra pôs-me a mão no braço, o que tem sempre um efeito calmante em mim.


estas coisinhas, muito engraçadinhas, muito “femininas”, são porreirinhas em reuniões de amiguinhas no salão de chá ou até no bloguezinho…

mas frente a um maduro, mais vivido que ela (de certeza), que teve a mãe em risco de vida num hospital dias antes… é algo completamente desaconselhável !

não sei se se pretende que seja sinal de uma qualquer “coragem”… mas de estupidez, é-o de certeza !

 

 

páscoa 7

 

no "cantinho dos petiscos", estava abrigado…

a luz difusa do sol, que se começava pôr por detrás das nuvens, vinha até mim por entre as árvores de fruto… o ar estava parado e tépido.

estava sozinho, recostado na cadeira junto à mesa de ripas de madeira, meio preguiçoso, meio apreciando aquele fim de tarde vagamente primaveril, bebendo o meu conhaque…

um pardal pousou nas costas da cadeira em frente.

entreolhamo-nos…

ele muito irrequieto, eu muito quieto…

olá”, disse-lhe.

meneou a cabecita, saltou para cima da mesa.

entre nós… três minúsculas migalhas de folar… percebi-lhe o irresistível da coisa.

dois ou três pulinhos para a frente, sempre comigo sob mira… bicou uma migalha… dois ou três pulinhos para trás… comeu-a.

repetido o processo mais duas vezes e tornou a recuar para as costas da cadeira.

parecia estar a mirar-me com atenção.

sorri.

- está bom o folar… não está ?

tornou a menear a cabecita daquela forma que torna os pardais tão “reguilas” para mim.

depois voou para uma nespereira mesmo defronte.

também gosto… de umas nêsperas sumarentas depois de umas fatias de folar.

 

 

páscoa 8

 

não sei aonde perdi a minha religiosidade… nem exactamente porquê…

sei que teve algo a haver com a morte do meu pai mas, muito sinceramente, não tenho consciência de “o quê” exactamente, nem recordo nenhum episódio específico para o “corte de relações”.

sei que fui umas 5 ou 6 vezes à missa, mas… disse à minha mãe que não mais queria ir e ela nunca me obrigou a tal.

isto para ???...

para dizer que, mais uma vez, a data é mero pretexto para estar com a família, deliciar-me com o borrego da minha tia e para mamar amêndoas… nada mais.

(e deverei acrescentar: para reencontrar ex-colegas de antigos empregos, se possível ?)

 

ainda assim…

íamos na rua (eu, os meus irmãos e cunhadas) e surge-nos uma daquelas velhotas que nos “conhecem desde miúdos” mas de quem não nos lembramos em absoluto e pergunta-nos se o compasso ia lá a casa (a casa da nossa tia portanto)…

os meus irmãos ficaram tipo, “o quem ?!?”… e antes que respondessem que não haviam arquitectos lá em casa ou coisa do género, lá respondi à velhota que “achava que não, que a minha tia não havia preparado nada”.

a velhota, depois de uma expressão que aparentava tristeza, lá mandou beijinhos e aquelas coisas todas… e foi à vida dela.

depois… eu, que nada ligo à igreja, lá tive que lhes explicar o que é o compasso… tradição de que não me lembro sequer que fosse seguida por aqueles lados.

limpar bem a casa, pintá-la ou caiá-la se possível, esperar pela vinda do padre para a benzer… beija-se a cruz e dá-se comida e bebida, claro.

(há muito tempo que não ouvia falar nisto…)

 

 

páscoa 9

 

e já chega de conversas em família, de cusquices de aldeia, de filmes bíblicos na tv e de comes-e-bebes a toda hora.

amanhã, domingo de páscoa… desculpem lá qualquer coisinha mas… depois de uma coisa que quero fazer de manhã com a minha mãe, volto para Lisboa, vou almoçar com o TT e depois… há-de ser “má vida” e da “muito pouco católica” até às tantas.

há que fazer render o tempo para tudo…






sinto-me: em paz...
música: Il Trovatore - (Giuseppe Verdi) trechos

Terça-feira, 18 de Março de 2008

caminhos



olá a todos...


como alguns sabem, tive um problema de saúde na família...
àqueles que não sabem... tratou-se de um problema com a minha mãe.

depois de algumas questões anedóticas...
depois de mais uma vez se confirmar que neste país, cada vez mais, terá direito a bons cuidados de saúde quem tenha dinheiro...
está a situação estabilizada !

a minha mãe está em boa recuperação.

agradeço, muito sinceramente, os mails que recebi
e a vossa preocupação que sei ser franca !





entretanto... a carga profissional tornou-se quase asfixiante e... não só a motivação para aqui vir tem sido nula (o que peço que compreendam)... como também ando sem qualquer tempo livre e pessoal (népia, zip, zero...).
nem sequer para... (arrãããmmm...)  you know !!!...

tem sido dormir e trabalhar...

mas... como a fotografia sugere... há sempre caminhos
e conto que em breve esteja de volta ao vosso convívio.
pois é verdade que sinto falta "disto" e de muitos de vocês !



beijos
abraços

e tudo de bom para todos vós !


sinto-me: cansado...
música: Bleed It Out - (Linkin Park)

Quarta-feira, 5 de Março de 2008

é preciso descaramento !



neste blogue

de quando em quando

lá vem o George Clooney à baila !


não tenho qualquer responsabilidade nisso.

são as leitoras que...

( sabe-se lá porquê !? )

estabelecem esse paralelo,

correspondência, semelhança...

chamem-lhe o que quiserem !!!


depois... claro...

lá vêm as más-línguas

a dizer que... o Sextrip imita...

o Sextrip quer confundir-se com...

o Sextrip isto, o Sextrip aquilo...


bom... felizmente que, a verdade

diz o povo e bem...

é como o azeite e vem sempre ao de cima de água !


aqui fica a prova

de QUEM é que, afinal, imita quem !!!...







o gajo leu... ISTO

e vai de me imitar !

é preciso descaramento !!!....





Ei, pessoal !
Vamos falar
de sexo !



sinto-me: danado com o George !...
música: Rock Around The Clock - (Bill Halley and The Comets)

Segunda-feira, 3 de Março de 2008

querida margarida




poucos dias atrás disseram-me algo como:

 

– essa ideia do sexo sempre como uma coisa pejorativa também já não é bem assim… já é um bocado exagero !

 

bem… se compararmos a ideia actual com a que era vigente no século XVIII… sim, é capaz de ser um bocado “exagerada”.

 

eu, como me reporto sempre à época da minha formação sexual (período mais ou menos nebuloso entre 1972 e 1980) como factor de comparação, não lhe acho assim “evolução” de maior.

ou melhor… não considero que se tenha evoluído o que seria esperado em termos de mentalidade… já deveríamos estar noutro patamar !

há coisas abordadas abertamente nos anos 60 - os chamados "anos da revolução sexual" - que afinal ainda hoje são tabu, das quais ainda se fala à boca pequena.


se alguém achar isto "normal"... não serei eu de certeza !


 

 

ontem de manhã li uma notícia acerca de um eventual filho secreto (coisa a que já nem ligo) da falecida princesa Margaret Rose de York e… a certa altura, em caixa realçada, dizia-se o seguinte (ou mais ou menos):

 

Escândalo…

Descobriu-se que o legado da princesa Margarida incluía mais de 550 livros eróticos e mesmo vários Guias Sexuais.

 

margarida... princesa


ora… antes de continuar… vou-vos pedir encarecidamente que me enviem o maior número possível de mails a confirmarem-me que estamos MESMO, de certeza absoluta… no século XXI.  (preciso mesmo que o façam porque, nestes momentos, fico com sinceras duvidas que estejamos tão cronologicamente avançados)


 


não é “curioso”… nem “invulgar”…

nem “irreverente”… nem “inesperado”.

já nem tenho a pretensão de pedir

que seja "espectacular" ou "fantástico".


é “escandaloso” !!!…

 

(escândalo é uma coisa “má”, não é ???... ou já mudou de conotação e eu não dei por isso ?!?...)

 

escandaloso que uma MULHER… ainda por cima uma PRINCESA… lesse e/ou coleccionasse livros ERÓTICOS… credo, sobre SEXO… e ainda por cima, a desavergonhada deixou-os como LEGADO !!!

e GUIAS SEXUAIS ?!?!?... isto admite-se ?!? uma mulher, uma princesa, casada ainda para mais ?!?... para que seriam esses guias ?!?...  que vergonha, que ultraje… nem se imagina a vergonha da mana mais velha...

 

(o esqueleto da Victória então… deve andar às piruetas dentro do caixão…)

 

enfim… okay, pronto… calhando, sou eu que sou “exagerado” em considerar que a mentalidade sobre o sexo que prevalece nas nossas sociedades ocidentais, civilizadas, etc… é pejorativa e castradora.


mas parece-me que há muita gente que continua a passar essa mentalidade nas páginas de jornais… que são lidos por milhares e milhares de pessoas... com a já habitual "desculpa", idiota e mal intencionada, de que "é o que as pessoas querem ler"...

 

º


 

margarida... mulher


a princesa Margarida de York foi o único ente desta família real britânica que alguma vez me seduziu, como pessoa e como mulher !

meninas “bem comportadas”, como a Diana, nunca fizeram o meu género…

 

talvez a casa real britânica tenha, neste momento, uma das melhores colecções de literatura do género.

aproveitem-na, valorizem-na e preservem-na.

 

 ora... vou a mais um




Ei, pessoal !
Vamos falar
de sexo !

 

sinto-me: ensonado...
música: Shapes Of Things - (Gary Moore)

Domingo, 2 de Março de 2008

Ei, Pessoal! Vamos Falar de Sexo!




primeiro... através do mais recente artigo da Infiel. (*)

depois... no blogue Ramo de Cheiros.

e por fim... por pesquisa na Net...

vim a saber desta peça de teatro.


(sinceramente... não a vi divulgada em nenhum jornal)




Ei, pessoal !
Vamos falar
de sexo !



pelo
Grupo de Teatro Infantil de Massamá/Belas
(TIMB)

no
Teatro Armando Cortez
Casa do Artista, em Lisboa

( aqui )

nos dias
15 e 16 de Março
pelas 16:00

preço do bilhete
3 euro(zitos)


única notícia que encontrei

( aqui )


bom domingo




(*) PS
Infiel... ainda bem que estabeleceste a "ligação".
ainda que não o tenhas sugerido, sabes que...
tenho todo o gosto em divulgar a peça de teatro
assim como sabes que, neste blogue sexual
apesar de "perverso, devasso, promíscuo ou etc e tal" eheheh
o sexo é palavra nobre e tratado com respeito.
beijos...




sinto-me: dançarino...
música: 4 Estaciones Porteñas - (Astor Piazzolla)

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.posts recentes

. os preservativos indianos

. em caso de dúvida, consul...

. objectivo deste blogue

. vaipe 4.759.328 ( da fas...

. érre éme (01)

. após a páscoa... estou de...

. caminhos

. é preciso descaramento !

. querida margarida

. Ei, Pessoal! Vamos Falar ...

. auto estima vs solidão

. d.e.s.a.f.i.o

. não bebam o café em casa....

. mais dinheiro... mais sex...

. educação sexual na escola

. só prá menina... só pró m...

. vaipe 892/b - "só me falt...

. amigas... coloridas

. moral e... moralistas

. top 10 do cinema em Portu...

. hospital de dona estefâni...

. defender o hospital de do...

. beijos estonteantes

. 3 gajos à conversa (chato...

. ditadura

. nem sei que chamar a isto

. impossibilidades

. reticências - MissBradsha...

. vaipe 758-08/A twilight z...

. script too long (not sex...

.a vingança dos ursinhos...

.piaçaba

badge

.ESCOLHIDOS

. Alguma vez amaste uma mul...

. Trintonas e boas!

. Destinatário Ausente (Ree...

. O perfil masculino ideal ...

. Deixem as crianças em paz...

. raríssimas

.links

.já tiveram uma trip

contador de visitas
contador de visitas

.em trip neste momento

online

.olha as horas !!!

relojes web gratis

.petição contra encerramento do Hospital Dona Estefânia

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds