Segunda-feira, 1 de Outubro de 2007

férias - homens, carros, mulheres









7º dia de viagem
ali prós lados do alentejo


um casal amigo (que neste caso não identifico) estava de férias numa bela terra alentejana (que neste caso não identifico) e ali alugaram um “cantinho” estupendo (que neste caso não identifico, lol lol lol)


já não nos víamos há três meses (é verdade, o tempo voa…)

estava convidado a passar uns dias com eles

 

na segunda noite fizeram-se uns “comes e bebes fabulásticos” (lol) e encontraram-se com outras pessoas que eles também conhecem.

 

nesse grupo (hummm rnhaauuu) havia uma trintinha toda jeitosa, mesmo com arzinho de “oi, estou cá para me divertir – que propões?

os meus dentes caninos começaram logo a crescer…

 

ora…… eu era “convidado” e não apenas para a estadia, mas…… não me importava nada de arranjar um “buraquinho na agenda” para afiambrar naquele belo espécimen feminino


contudo refreei-me - nem sabia quem ela era


antes de eventualmente ferir a susceptibilidade dos meus amigos ou de cometer uma argolada enorme… fiz conversa, apalpei terreno, saquei informações, lol lol

 

lá acabei percebendo que pela parte dos meus amigos não se percebia o entrave, que a dama estava completamente livre e que (viva, viva, viva) a minha primeira impressão estava certíssima…

ela gostava MUITO de se divertir

 

okay…… coloquei o meu charme em acção.

 


º º º


mas… nada !


as minhas piadas não surtiam efeito

os meus olhares perdiam-se

os sorrisos falhavam o alvo

as minhas tentativas de aproximação foram todas rechaçadas…

uma hecatombe total… um pavor…


o mais que consegui foram uns “ai, sim?”

meia dúzia de “pois!!!” e diversos “hã hã”

(porca-miséria)

 

rapidamente percebi

que estava a segundos de ganhar “Chato” como apelido

lá parei com aquilo

fiz delete mental à trintinha e desviei o “charme” para outras bandas


º º º


mais ou menos uma hora depois houve quem precisasse de uma boleia para uma localidade próxima e dispus-me ao pequeno favor


já de volta, estacionei a carripana junto ao local do encontro

por acaso…… notei que a tal dama me viu a sair do carro

 

estando eu à conversa com esse casal amigo, veio ela juntar-se a nós


a mulher renascera !!!

emergida dos “ai sim pois hã hã” era agora pródiga em conversa, oscilando entre o coquete e o matrona......

e muito curiosa acerca da minha pessoa

 

- e que faz aqui o vosso amigo ?

fingiu perguntar ao casal, displicente, enquanto sorria para mim

 

- trafico substâncias ilícitas da Colômbia para o Alentejo.

respondi com o meu sorriso sarcástico nº 1

 

- ai sim ?!?  que interessante…

(a gargalhada cínica foi muito mal conseguida…)


 

“foda-se querida… podias ser um bocadinho mais subtil”, pensei

adoro ser “comido”, mas não assim !

 

o “que interessante”, aparentemente, foi-se esmorecendo e alguns minutos depois mudou de poiso


 

 

homens – carros – mulheres

 

 

« Os automóveis, para os homens, são símbolos fálicos, extensões do seu pénis »

 

é um pressuposto freudiano, com bastante de verdade, que muitas meninas gostam de usar em detrimento da masculinidade (sem que o entendam bem, na maioria das vezes) !

 

no entanto, muitas dessas meninas preferem o Bettencourt que tem aquele lindo mercedes ao TóZé que tem aquele fiat a cair de podre

parece que a ilusão peniana funciona nos dois sentidos portanto….

 

nada disto desmente o facto de que, para a esmagadora maioria dos homens o seu carro define (ou tenta definir) um status


o meu não é excepção e também define um status…. ao nível profissional

(no entanto adquiri-o por paixão – juntando o útil ao agradável)

se há um aspecto em que não faço estatuto com ele, é no sexual

 

gosto de sexo por puro prazer, gosto da conquista casual

mas gosto disso por aquilo que sou, que faço ou digo…

não pelas chaves do carro sobre a mesa

(que só por distracção lá ficam)

 

compreendo que quando apenas se pretende foder aquele corpo espectacular, o carrão parado lá fora possa ser uma afirmação pessoal e um argumento a usar

a sério que compreendo


eu também quero foder o tal corpo espectacular !

apenas que…. também quero que tal corpo queira foder o meu

ou que baste o meu sorriso ou tom de voz

 

é que, neste caso, tudo funciona ao contrário comigo

desmotiva-me severamente uma mulher mudar radicalmente de comportamento comigo se calha a perceber que carro possuo


é triste !

é uma razão tão pobre

para de repente se oferecer tão facilmente aquilo que antes se apresentava como algo a conquistar com galhardia

 


nessas ocasiões (e não são poucas) volto para casa com o meu objecto de paixão !


 


sinto-me: (senti-me) indiferente
música: Madame Butterfly - (Malcolm McLaren)

publicado por sextrip às 14:01
link do post | adicionar aos escolhidos
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 37 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.tags

. todas as tags

.ESCOLHIDOS

. Alguma vez amaste uma mul...

. Trintonas e boas!

. Destinatário Ausente (Ree...

. O perfil masculino ideal ...

. Deixem as crianças em paz...

. raríssimas

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

SAPO Blogs

.subscrever feeds