Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2008

moral e... moralistas




GRANDES  incómodos  têm surgido ao facto de eu, neste blogue, ter dedicado alguns artigos a outras temáticas que não ao sexo.


 


 

tem claramente a haver com pessoas pequeninas, porcas e virais que consideram que eu, como “tarado sexual”, como “perverso”, como “gajo que só pensa em fodas” não tenho o direito de me expressar neste blogue acerca de outros temas.


(por favor... esforcem-se por imaginarem uma grande gargalhada)


 


bom… há muito que já lá vão os tempos em que “vocês” criticavam, ajuizavam, ofendiam e depois exigiam “respeito pela vossa opinião”... que pretendiam ficar com a última palavra

é chão que já deu uvas !


 


meus “filhos”, minhas “filhas”… a vossa “moral(idade)” é um excremento completo.

sempre foi !...

 

eu não sou aquilo que "vocês" querem que seja !

o “meu lugar” ou o “meu papel” não é definido, nem aqui, nem em lado nenhum, pelas vossas mentalidades estúpidas, tacanhas e mal intencionadas !

 

eu falo neste blogue de coisas que “vocês” não têm, nem a coragem, nem qualquer outra  capacidade para abordarem – a que sempre se remeteram à mediocridade de apenas criticarem com clichés sem ponta para debate… ao qual nem sequer respeitam.


falam muito o direito de opinião, na liberdade de expressão, etc… mas não fazem ideia (nem querem fazer…) do que isso seja !

 

a vossa ideia de que… quem tenha uma sexualidade como a minha “não é digno”, “não tem idoneidade”, “não é passível de crédito” no debate de outras matérias e assuntos… substituo-a eu, de bom grado, pelo papel higiénico… que é mais macio, mais absorvente e sempre me deixa o cu perfumado.







eu e outros como eu somos o princípio do fim de gente como “vocês”

que não gostam verdadeiramente de ninguém, a quem aflige e incomoda a felicidade e o prazer de outrem, que criticam tudo e toda a gente que não confira ou não viva pelos vossos dogmas dos quais se consideram o supra sumo (nem mesmo “entre iguais” admitem que haja melhor que “vocês”), que em tudo vêm algo criticável moralmente… um “tudo” que, no fundo, reside na vossa face escondida !... que pretendem ser formadores de novas gerações, na mesma senda mesquinha de cinismo…


a maioria dos pedófilos, dos violadores, dos agressores sexuais a qualquer nível… são pessoas como “vocês” !

não sátiros ou libertinos como querem fazer crer… mas como “vocês” !

gente “bem”, cidadãos “exemplares”, “chefes de família”, amigos em quem se confiou por terem “grande moralidade” !...

uma estatística que não interessa promover...


são “vocês” meus lindos e lindas… quem tem uma “sexualidade mal resolvida” !…

(aprenderam esta expressão, não sabem usar outra...)

são “vocês” que amesquinham os filhos por se masturbarem… são “vocês” que têm vergonha da filha grávida e a castigam de forma vil… são “vocês” que ajuízam os vizinhos e os filhos deles… são “vocês” que fodem no escuro, amordaçados, espartilhados como estando a cometer “o pecado”… são “vocês” que vão às putas e convenientemente “esquecem” ou escondem… são "vocês" que batem na mulher porque ela sorriu para outro homem… são “vocês” que ainda defendem esses homens, porque se sentem “pecadoras”… são “vocês” que chamam “vacas” a outras mulheres porque elas se relacionam com vários homens… são "vocês" que deixam de falar a um amigo ou dão um filho como “morto” porque ele é gay… são “vocês” que emperram toda a liberdade de expressão acerca do sexo… são “vocês” que em tudo vêem pornografia… são “vocês” que realmente fazem sexo vazio, frio, sem sentimento… são “vocês” que emprestam pestilência ao sexo e lhe dão uma aura de nojo, de degradação…






são sinónimos de usurpação, de calúnia, de mesquinhez, de inveja, de ciúme, de estagnação… de tudo o que diminui o ser humano… numa mentalidade única.


onde alguém mal nenhum vê, nem intenta… "vocês" encontram as piores baixezas humanas e as mais pútridas intenções que se possam imaginar… acusam, deturpam, distorcem, forjam “provas”, ajuízam e condenam.

mas não são “imaginativos”... apenas transferem para os outros a vossa própria podridão escondida, camuflada, mascarada !  conhecem demasiado bem os “podres” de que acusam os outros… porque na verdade, são vossos !


aposto que sonham com santas inquisições modernas… em que poderiam ter tesões escondidos ao apreciarem torturas sexuais mascaradas de castigos santificadores…

 

“vocês” são piores que todos os promovedores de diversos ódios juntos !

serei vosso inimigo… sempre !


estejam à vontade no "terem nojo" de mim !... esbanjem-no ao vosso dispor...
maior que aquele que tenho por "vocês" não pode ser !

 


em suma…

meus “filhos”, minhas “filhas”…

ide praticar sodomia com essas vossas opiniões.

 

senão, ao menos melhorem a vossa “coerência”…

ide junto de todos os blogues manifestamente  “não sexuais” a recriminá-los por abordarem o tema “sexo”, para o qual não foram criados…

terão muito mais campo para espalharem o vosso estrume… acreditem.

 

 


toda a gente tem uma moral…

só os Moralistas exigem que exista apenas uma

 


sinto-me: "perfumado"
música: No Bravery - (James Blunt)

publicado por sextrip às 20:07
link do post | comenta a Trip | adicionar aos escolhidos
59 comentários:
De velhaseboas a 15 de Fevereiro de 2008 às 18:23
Desculpa mas quem não resiste sou eu.

Olá MissMe

((Eu (por exemplo), não me imaginaria nalgumas situações (sexuais) aqui relatadas no blogue.
Algumas, admito, por alguma eventual circunstância, ainda vir a imaginar; outras, nem com muita imaginação concebo a ideia de me sentir confortável nelas.))

O conceito de uma vida sexual saudável é esse mesmo, que te sintas confortável em todas a situações e que só faças o que te de prazer.(fora aquela blá,blá blá que todos conhecemos e que muitas vezes se esquece)

Ninguém é mais feliz ou mais realizado (sexualmente) falando só porque alinha em tudo. as razões puderam ser várias, ou porque o companheiro/a quer , ou porque surge uma oportunidade, ou ainda porque de tanto se “ falar “ nisso é um desejo secreto.

Saudável é saber dizer não quando alguma coisa nos incómodos, nos magoa.

E nunca esquecer digo eu, que a nossa liberdade termina onde começa a do outro , não existe nada que uma boa conversa não resolva, o que nem sempre é fácil.

Não sei muito bem o que é ser liberal, já lhe ouvi atribuir tanto sinonimo...

A única coisa que sei é que a vida de cada um deve ser vivida sexualmente ou não como se sentir melhor, desde está claro que não interfira com o vizinho


De MissMe a 16 de Fevereiro de 2008 às 09:19
Olá velhaseboas.

Concordo com tudo o que disseste, vou só acrescentar um pensamento:
Eu também sou firme defensora que a liberdade de um termina onde começa a do outro. Em todos os aspectos, não só no sexual.
Admito a ideia de que o que é hoje o meu ponto limite de liberdade, amanha possa não o ser, quer pelas minhas proprias esperiencias ou necessidades, quer pela influência de outras pessoas ou ideias.
Não considero que isto seja inconsistência, incoerência ou indecisão, considero sim que faz parte da evolução de cada um e é saudavel e legitimo poder mudar ou adaptar as proprias ideias.
Este "limite" é algo muito frágil e inconstante.
EU não seria mais feliz "alinhando em tudo", mas, se há quem o seja, dede que consensual:... Que o faça!
(E não estou a falar do Sextrip, que tem muitos limites muitissimo bem definidos em relação a muitas coisas).
É o que penso. Nem certo nem errado, é apenas o meu ponto de vista.


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 37 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.tags

. todas as tags

.ESCOLHIDOS

. Alguma vez amaste uma mul...

. Trintonas e boas!

. Destinatário Ausente (Ree...

. O perfil masculino ideal ...

. Deixem as crianças em paz...

. raríssimas

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

SAPO Blogs

.subscrever feeds