Domingo, 2 de Março de 2008

Ei, Pessoal! Vamos Falar de Sexo!




primeiro... através do mais recente artigo da Infiel. (*)

depois... no blogue Ramo de Cheiros.

e por fim... por pesquisa na Net...

vim a saber desta peça de teatro.


(sinceramente... não a vi divulgada em nenhum jornal)




Ei, pessoal !
Vamos falar
de sexo !



pelo
Grupo de Teatro Infantil de Massamá/Belas
(TIMB)

no
Teatro Armando Cortez
Casa do Artista, em Lisboa

( aqui )

nos dias
15 e 16 de Março
pelas 16:00

preço do bilhete
3 euro(zitos)


única notícia que encontrei

( aqui )


bom domingo




(*) PS
Infiel... ainda bem que estabeleceste a "ligação".
ainda que não o tenhas sugerido, sabes que...
tenho todo o gosto em divulgar a peça de teatro
assim como sabes que, neste blogue sexual
apesar de "perverso, devasso, promíscuo ou etc e tal" eheheh
o sexo é palavra nobre e tratado com respeito.
beijos...




sinto-me: dançarino...
música: 4 Estaciones Porteñas - (Astor Piazzolla)

publicado por sextrip às 12:17
link do post | comenta a Trip | adicionar aos escolhidos
8 comentários:
De Infiel a 2 de Março de 2008 às 18:09
fiquei surpresa pelo destaque, não sugeri porque nem me lembrei mas achei optimo ( a Ramo de Cheiros tambem o deve ter achado) alem de que o que está em causa é a educação sexual de (futuros) adultos mesmo sendo o destaque feito num blog "promíscuo, devasso e perverso" onde o sexo é tratado com respeito (se não o tivesses dito, di-lo-ia eu!), autoridade e carinho

vamos lá falar de sexo então!



De R.Cheiros a 2 de Março de 2008 às 22:12
Gostei de ver o “destaque “que deste a esta peça no teu blog.

É importante desmistificar uma coisa tão natural como o ar que respiramos.

Se queremos formar homens e mulheres saudáveis que se comece na hora certa.

Estão todos de parabéns ,miúdos, pais e professores.
E eu orgulhosa de todos mas um uma em particular…

Tenho fé nesta nova geração


De sextrip a 3 de Março de 2008 às 14:04
Infiel e Ramo de Cheiros...

tu... já me "conheces" um pouco.
tu... é a primeira vez que aqui vens (acho).

acredito (ou começo a acreditar) que a blogosfera já tem o seu "peso" indesmentível na opinião pública... de forma que, usá-la para divulgar o mais possível determinada acção ou ideia é, de todo, um excelente uso dela.

é excelente e... dá-nos prazer !

escrever sobre a necessidade de uma educação sexual para os jovens como o fiz e não divulgar esta acção, esta peça, seria... (mais do que contraproducente) um desperdício e uma "pena" pessoal.
por isso... em boa hora e felizmente a Infiel fez a "ligação".

tenho muito prazer em divulgar esta peça o mais que me for possível e, inclusive, já enviei mails acerca dela aos três Directores de Turma dos meus três sobrinhos... para que, caso o queiram, a divulguem nas sua turmas, ou... talvez para levarem os alunos a vê-la (já será com os seus critérios...).

sem duvida !... estão de parabéns todas as pessoas (miúdas ou graúdas) envolvidas em iniciativas deste tipo.

diria que... saibamos dar condições a estas gerações emergentes para termos fé nelas.


De MissMe a 3 de Março de 2008 às 00:52
Eu lembro-me de ser criança, fazer perguntas e ir descobrindo que alguns temas deixavam os adultos pouco à vontade...
Lembro-me de que comecei a saber isolar esses temas e, em caso de dúvida se seriam ou não desse grupo, simplesmente me abster de perguntar...
Lembro-me de ter sabido quase tudo por conversas entre nós (uns mais crianças que outros) indo depois, lentamente, ajustando os conceitos à medida do avanço do conhecimento.
Lembro-me de pensar que, se eram assuntos dificeis (para os adultos) de abordar, era porque não seriam mesmo próprios de abordagem...
Sei que, agora, somos nós que podemos E DEVEMOS fazer (para eles-crianças) com que seja diferente.
Nâo faz sentido que hajam temas incómodos (sexo ou outros) e é necessário compreender que falar de tudo e responder com naturalidade a toda e qualquer questão, é a melhor maneira de proteger e criar defesas a qualquer criança. Faze-lo é nossa obrigação!
Estas iniciativas, certamente, irão ajudar a motivar muitos adultos a evoluir nesse sentido.



De sextrip a 3 de Março de 2008 às 17:03
começo por dizer que... sei que não é isto que estás a dizer.

há muita gente que defende que... não deve ser dada nenhuma "educação sexual" porque isso retira o "prazer da descoberta" aos jovens, etc...

pessoalmente... acho que infelizmente há uma certa verdade nisso... que se se aprofundar muito essa educação cortaremos muito desse prazer.
porém... no estado em que estamos relativamente ao sexo e à sexualidade, receio mais as frustrações, os desgostos e os riscos que um jovem corre, do que essa perda de "prazer da descoberta".

depois... considero que tudo o que rodeia o sexo não é assim tão "finito" quanto muita vez se faz querer e que... o mais importante não é ensinar a um jovem "todas as posições de coito que existem", mas, tão simplesmente, transmitir uma diferente mentalidade em relação ao sexo.
e nesse aspecto, estou completamente em desacordo com aquilo que, por exemplo, um M.D.V. postula !

a minha "educação sexual" foi uma enorme amálgama... muito confusa.
fui buscá-la à minha mãe, a uma (única) professora, entre a "malta" (claro), aos homens mais velhos em conversas de café ou no barbeiro, às revistas pornográficas (nem vídeos existiam), a minha "primeira vez" foi com uma prostituta (felizmente, um boa mulher) depois aos namoros e demais conversas com os "gajos mais velhos que já fodiam" e etc...

daqui, desta amálgama, resultar eventualmente uma boa formação sexual já era na altura, queiramos ou não, confiar um bocado na "sorte"... ainda que com muito "prazer na descoberta" como se defende.
hoje em dia... tudo mudou e não exactamente para melhor.

temos de optar !
ou... defendemos esse "prazer da descoberta" e acabamos com historietas sociais de "malta que não sabe fazer sexo" ou que tem uma imagem deturpada dele... pois não se pode apontar tal "defeito" a quem não teve qualquer formação.
ou... defendemos que se acabe com esse estado de coisas e aposta-se nessa formação.

querer que tudo se mantenha da mesma forma ou insistir em dogmas religiosos que praticamente ninguém acata é que é hipócrita !


De MissMe a 3 de Março de 2008 às 19:03
"há muita gente que defende que... não deve ser dada nenhuma "educação sexual" porque isso retira o "prazer da descoberta"

"pessoalmente... acho que infelizmente há uma certa verdade nisso... que se se aprofundar muito essa educação cortaremos muito desse prazer."

Ena, ena! Foguetes! Escreveste algo com o qual eu vou poder discordar! (Ainda que a forçar um cadito, porque sei a que te referes e cortei o "porém" que vinha depois...).

Acho que nenhum educador (seja pai, padrinho, tio, professor, etc) consegue aprofundar demasiado essa educação e cortar prazer na aprendizagem. Nunca conheci ninguém que se queixasse disso.
Quem refere isso como desculpa, não será para "sacudir a água do capote" e não ter de falar em assuntos "embaraçosos"?
No sexo, a informação nunca retira o "prazer da descoberta" porque o prazer que dele se retira é na sua prática que mais se sente. Um educador tem de responder o melhor que sabe e pode a um jovem que pergunte sobre sexo oral (por exemplo), mas não precisará explicar que movimentos de lingua a namorada irá apreciar mais. Isso é com ela que descobrirá.

Eu não concordo com a formula de "eles tem tempo de descobrir" que é lema de muitos pais.
Sou contra as "amalgamas" em ensinamentos (seja em que tema for), já basta quando a informação não existe mesmo.
Tenho pena que, comigo, também assim tenha sido...
Tive sorte. As minhas dúvidas fizeram-me esperar pelas certezas. Nem todos os jovens foram como eu e, mais curiosos talvez, procuraram a prática ainda antes da teoria, o que, como sabemos, pode ter péssimos resultados.
Na minha opinião é isso que temos agora, nós adultos, de combater.
Mal comparado diria que é como com um automóvel, há que ensinar a conduzir o melhor possivel, incentivar a conduzir, mas conhecer primeiro os sinais e os perigos e então depois descobrir o prazer da condução. O ensinamento prévio nunca retirará esse prazer.

Também acho que só quem nunca soube retirar prazer e satisfação da sua propria vida sexual (que também existe) é que tenta reprimir a dos outros com dogmas religiosos. Talvez até seja uma forma de exteriorizar a própria frustração.

Beijos.





De sextrip a 4 de Março de 2008 às 13:07
discordas de mim ?!?...

estás a levar com a vassoura, não tarda !!!

como discordas... não te comento, pronto, birra total...

º

bem... eu volto depois de almoço (espero...).


De MissMe a 4 de Março de 2008 às 15:53

"estás a levar com a vassoura, não tarda !!!"

Bem...eu preferia um ramo de rosas...
Acho que, afinal... shuif... o outro é que tem razão...
Assim é que se vê como tratas quem contigo discorda!!!
Hehehe.


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 37 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.tags

. todas as tags

.ESCOLHIDOS

. Alguma vez amaste uma mul...

. Trintonas e boas!

. Destinatário Ausente (Ree...

. O perfil masculino ideal ...

. Deixem as crianças em paz...

. raríssimas

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

SAPO Blogs

.subscrever feeds