Quinta-feira, 21 de Junho de 2007

bissexual




hoje em dia - já se fala bastante abertamente em bissexualidade.
há apenas 15 anos - era diferente.
de bissexualidade MASCULINA - note-se
(da feminina sempre se falou)

hoje em dia - muitos casais e mesmo homens singles, referem essa curiosidade, ou desejo, ou opção, etc - em perfis, blogues ou anúncios.





no longínquo (lol lol) 1992 - dava-me com um casal espectacular do Algarve.
era vendedor - andava na estrada - visitava-os tão amiúde quanto eles o desejavam.
ele, alto e magro - ela, baixa e para o "cheínho" - mas ambos um tesão.
eram muito divertidos e acima de tudo muito sinceros.

poucos homens que conheço serão tão potentes como aquele tipo.
era capaz de estar a comê-la horas a fio - a sério.
eu - não sendo assim tão dotado de potência - enquanto ele a comia, deliciava-me a fazer toda a sorte de "maldades" a ela (e ela a mim, claro).

uma vez aconteceu estarmos a fazer um 69 - eu por debaixo, ela por cima - veio ele e enfiou-lhe a piça na rata.
eu, apanhado de surpresa, fiquei a ver a foda - enquanto ela mo chupava todo.
mas não resisti àquele grelo tão gostoso (ui se era) e voltei a lambê-lo enquanto ele continuava a comê-la.

foi então que dei uma boa lambidela em ambos.
ele não se queixou - mas retraiu-se um pouco.
na dúvida - se ele se retraíra por inibição ou prazer -não o repeti.
não queria "estragar" nada.
aquilo passou-se - não se tocou no assunto.

»

tempos depois - volto a estar com eles.
almoçámos juntos - fomos beber café noutro local, numa esplanada.
ele não estava à mesa - ela vira-se e pergunta-me se pode ser um pouco mais ousada.
(que não queria que a levasse a mal, não queria comprometer nada, etc)
que perguntasse o que quisesse - sosseguei-a.

gostavas de mamar o "A" ?

ri-me - lembrei-me logo da tal cena.
respondi-lhe que sim - que nunca tinha experimentado, mas sempre fora curioso acerca disso.
e que tinha gostado daquilo que acontecera da última vez.

mas ele não sabe se consegue fazer o mesmo a ti.  não queremos que te sintas abusado com isto.

agradeci a franqueza - garanti-lhe que não havia problema.
- e tu? que sentes acerca disso? - perguntei-lhe.
meio ruborizada, soltando risadinhas, disse:

fico toda húmida só de imaginar.  gostava de ver.






já estávamos na brincadeira há um bom bocado e ...... nada.
"A" não se decidia - provoquei eu a situação.
num momento em que trocávamos de posições - em que ela o ia brochar e eu comê-la - fiquei ao lado dela e brochámo-lo juntos.

depois ela recostou-se.
apenas a ver e a masturbar-se.
ultrapassada uma certa "estranheza" inicial - que nunca foi nojo nem nada semelhante - comecei a gostar e apliquei-me.
"A" também ultrapassou algo - pois a princípio ora perdia alguma erecção, ora a recuperava.
depois - tudo partiu à desfilada para o excitante.

mamei aquela verga bem rija de todas as formas de que me lembrei - sempre num tesão crescente.
"A" - que como disse, era potente - esteve por duas vezes à beira de se vir.
ela - masturbava-se e acariciava-se com tal frenezim que parecia estar a ser possuída por vários seres invisíveis.
cada coisa - juntando mais tesão à outra.

quando "A" se resolveu a fazer um 69 comigo então ...... ela ficou totalmente "possessa" e pouco depois vinha-se intensamente.

não lhe demos descanso algum e logo de seguida fizemos-lhe uma dêpê inesquecível.
a mulher transformou-se num demónio que nos exigiu e nos sugou todas as forças que nos restavam.



foi a minha estreia na bissexualidade.
(creio bem que também a de "A")
com eles - tornou-se mais uma prática a aumentar a nossa intensa cumplicidade no menage.


---< tenho saudades - ainda que vos saiba "bem" aí por essa segunda pátria >---
sinto-me:

Terça-feira, 19 de Junho de 2007

cena marada / nº1



já havia decidido escrever esta aqui
mas não era agora
o email do tuga_louco é que mo faz antecipar







cheguei ao local de encontro - não estava ninguém.
não estranhei - quase sempre é assim.
os casais costumam fazer isso - para apreciarem quem chega.
é compreensível.

minutos depois chegou ele - apenas ele.
era homem de 50 e alguns anos - de conversa difícil - nervosismo talvez.
disse-me que ela estava atrasada, que já ali iria ter.
conversámos pouco - falou ele do que pretendiam, de como o pretendiam.

15 minutos depois, chegou ela - mulher bastante mais nova (mais de 10 anos).
era bonita, simpática, um pouco roliça mas fresca, atraente.
vinha "vestida para matar" - de atributos bem realçados.
a conversa ficou mais ligeira - ainda que ela pouco se revelasse.
falou-se mais de mim do que deles - muito na base das perguntas e respostas.
( o que não adianta muito à descontracção mas foi bom )
diziam-se experientes - mas não mo pareciam.

bem, então vamos? temos um local para encontros
disse ele - meia hora depois, se tanto.

não é muito comum que um casal queira logo algo no primeiro encontro
mas, por mim, okay - lá fomos

era um anexo por cima do que parecia ser uma oficina - entrámos, subimos.
não houve quase preliminares - ele começou a apalpá-la, a despi-la.
fez-me sinal para que me despisse também.
estava tudo a ser um pouco precipitado para o meu gosto
mas tudo bem - juntei-me a eles - procurei dar sensualidade ao momento.
tinham-me dito que queriam que fizesse aquilo que eles "ordenassem".
é um jogo que muita gente gosta - que também gosto por vezes.
e assim começou a ser - com ele dizendo faz isto, faz aquilo.

não me tinham dito porém, que ele apenas desejava assistir.
eu prefiro "tudo ao monte" mas - mais uma vez - tudo bem.
ela estava a gostar, eu também, ele estava excitado.
era uma mulher fogosa - o que me agrada imenso.
ele ia ordenando - a cena até estava a resultar muito excitante.

até que
oiço ele dizer
bate-lhe .  dá um estaladão nessa vaca
de repente - fiquei meio desorientado
cheguei a pensar que ouvira mal
bate-lhe .  ela gosta
tornou ele
na posição em que estavamos - podia dar-lhe umas palmadas nas nalgas
foi o que fiz
assim não .  dá-lhe com força . na cara, nas mamas.
olhei-o nos olhos - fiz-lhe que "não" com a cabeça
e quase imediatamente - fui-me abaixo

não entrarei em mais pormenores.
ela - não me parecia, afinal, assim tão entusiasmada com a ideia.
ele - comprometeu tudo nos momentos seguintes com as coisas que disse.
eu - apeteceu-me bater sim, mas era nele.


por vezes acontecem estes baldes de água fria
(como em tudo na vida)



Domingo, 17 de Junho de 2007

palmadas (I)

º
º




gosto de sexo com casais
gosto de sexo com mulheres
gosto de sexo com homens
pelos poucos locais que frequento na net, fica isso sempre bastante claro

por isso - é incompreensível para mim esta mania
porque se fazem passar por mulheres ou por casais ?
que o finjam para fisgarem mulheres ingénuas ou desatentas
já sabia disso - não comento
fingirem que são um casal - marcarem encontro - aparecerem com desculpas parvas



mais do que desnecessário, é estúpido
(porque tem o efeito oposto, sabem?)

é a vossa fantasia ?  -  okay, seja
a minha era dar-vos umas palmadas
(deixam?)

Sábado, 16 de Junho de 2007

dos "big black cocks" ... menage-a-trois



a nossa menage tinha terminado - uma delícia como de costume

estávamos os dois na sala aguardando por Célia que ficara ainda na casa de banho
o apetite para o bife na Portugália era imenso depois daquele fornicanço todo
de repente, diz-me ele sem mais :

- adorava ver a Célia a ser comida por um preto.
ri-me, engasgando-me com o martini - que falava a sério, disse ele

- dá-me um tesão enorme imaginá-la a ser fodida por um caralhão daqueles.
ri-me novamente - disse-lhe que nem todos os têm enormes - ficou pensativo
perguntou-me se conhecia alguém - respondi que não
põe um anúncio   - sugeri-lhe eu

º
º
º
Rui telefonou-me um mês depois, para uma nova menage
mas que tinha de ser no dia tal às tantas horas - garanti-lhe que ia
quando cheguei ao café do encontro, só estava ele - achei estranho
contou-me então que íamos buscar outro homem, um negro - perguntou se me importava
não me importo nada   - disse-lhe sorrindo, antecipando a cena
»
Célia estava um pouco nervosa - mas ao mesmo tempo percebia-se a sua excitação
Éme, o negro, era um homem simpático e ela gostara do seu aspecto
Rui vendou-a e disse-lhe para se deixar ir na onda
começámos os três a despir-lhe a pouca roupa que tinha
a apalpá-la, a acariciá-la, a lambe-la, a beijá-la - ela foi-se relaxando, depois aquecendo
despimo-nos os três, à vez
o Éme tinha uma picha grande, não "enorme" mas grande - e grossa
e já estava enseivado com a boazona da Célia - o que não admira
- nós só vamos ver, depois logo tratamos de ti  - disse o Rui
»
assim foi
ficámos a ver o negro a comer a bela Célia
deu-lhe o pichotão à boca e ela ficou incrédula - tirou a venda, já não precisava
queria ver "aquilo" bem
mamou-o a preceito, com mestria, salivando de tesão
Rui tinha a câmara vídeo - gravava tudo







o Éme enfiou uma camisa num instante - ficara doido com o broche
puxou Célia para o meio da cama, abriu-lhe as pernas bem para os lados
lambeu-lhe a cona avidamente, duas ou três vezes - começou a enterrar o pichotão lentamente
ela contraiu-se, gemeu em crescendo
ele foi cuidadoso, soube excitá-la bem - o homem sabia o que fazia
»
enlouqueceram ambos - nós por arrasto
Éme bombava com ritmo e por vezes quase enfiava tudo - Célia guinchava apenas
depois tomou o controlo - virou o negro para debaixo - montou o pichotão viscoso
Rui filmava bem de perto, o entra e sai do pau preto e rijo na cona apertada e rosada
eu estava doido por entrar nela também - tinha a verga rija que nem pedra
»
Éme, porém, não foi muito resistente
poucos minutos depois, tirou o pichotão para fora, arrancou a camisa, esporrou-se nas mamas de Célia
ela levou de imediato uma mão à rata, enquanto espalhava a leitada com a outra
»
- põe-te já nela, não a deixes arrefecer   - disse-me o Rui
nem hesitei, já estava preparado - atirei-me logo à Célia - que me quis encavado até ao fundo
dei ao cu com força - como ela pediu num gemido - comendo aquela cona em brasa
Rui despediu-se do negro e veio correndo - ela abocanhou-lhe logo a verga
»
gemeu, roncou, guinchou, veio-se, veio-se e tornou-se a vir
entre os dois fornicámo-la bem mais de uma hora
Célia ficou derreada, saciada para além do imaginado


adormeceu com ar de estar nas nuvens
sinto-me:

Sexta-feira, 15 de Junho de 2007

preliminares ... menage-a-trois









pergunta a minha amiga

não achas que os homens que procuram casais para menage só pensam em broches e penetrações? que não têm imaginação para mais nada?

não te sei responder - é muito possível que seja assim
talvez na maioria dos casos
pois se muitos homens não os fazem quando estão a dois
não os farão a três ou a quatro - não será?






preliminares numa menage
feitos por dois homens ao mesmo tempo

é loucura garantida para uma mulher

e não os fazer
é perder uma grande parte do prazer no menage

que fica pobre

Quinta-feira, 14 de Junho de 2007

a boleia ... menage-a-trois





liguei-lhes à hora combinada
queremos fazer uma loucura - disse-me ela
esperei na rua que me indicou
chegou o carro - ele no volante, ela atrás, a sorrir
< esse decote, essas mamas, fico doido >
arrancámos - a conversa era provocadora
fomos por uma estrada escura, sem outros carros
ela tirou-mo para fora e chupou-mo
ele espreitava pelo retrovisor
passaram minutos de agonia com aquela boca a tratar-me o pau
ele conduzia e espreitava - eu louco, ela gulosa
< engole todo, engole >
por quatro vezes estive quase a verter-me - aguentei
ele enfiou o carro por uma estrada florestal
preservativo metido num instante
e já ela me montava - gemendo e rosnando
ele espreitava, apalpava-lhe as nalgas, dava-lhes palmadas
< pula minha linda, pula pra eu ver >
saiu, abriu a nossa porta
rodei com ela enganchada, pernas para fora do carro
senti o pau rijo dele roçar-se em nós
de repente ela gritou alto
senti o pau dele abrir caminho no outro buraco
< adoras uma boa dupla, não é? >
isso mesmo... assim, vá... goza minha linda
º
º
ela ficou louca e deu conta de nós


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 37 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.tags

. todas as tags

.ESCOLHIDOS

. Alguma vez amaste uma mul...

. Trintonas e boas!

. Destinatário Ausente (Ree...

. O perfil masculino ideal ...

. Deixem as crianças em paz...

. raríssimas

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

SAPO Blogs

.subscrever feeds