Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2007

Ana #01



em 2006
por esta altura do ano
manhã de um sábado muito chuvoso





acordei… Ana não estava a meu lado.

apurei o ouvido…

estava na casa de banho.

 

a almofada tinha o perfume dela…

os lençóis tinham… os nossos.

gostei, sorri…

 

era a primeira vez que ela vinha a minha casa…

e também não costumo receber…

mas… soube-me bem…

aqueles outros sons além dos meus.

 

ela apareceu…

vinha com o meu roupão…

meio apanhado de um lado, meio rojando do outro…

parecia que tinha… “encolhido”.

ri-me por isso…

 

ela percebeu e riu-se também…

- gostas de mim, porque sou pequenita… indefesa…

disse, fazendo aquele beicinho pateta.

 

fiz apenas que sim… com ar de lobo mau.

 

num gesto teatral… deixou cair o roupão.

é baixa, de anca larga… mas com um tónus de meter inveja.

e depois… aqueles mamões… mamma mia !!!

o seu orgulho e a minha perdição.

 

- vem aqui para dentro… está frio.

 

deu uma risadinha…

pôs as mãos nas ancas… meneando-se provocadora.

- mentiroso… não está frio nenhum !!!...

 

(raios... para a próxima desligo a porcaria do aquecimento)

 

- está bem… mas vem cá que te quero mostrar uma coisa…

- o que é ?... é um boneco ?...

- é !... é um bonequinho careca… vem cá…

- é uma tataúga ninjica ???

- isso mesmo !...

 

agarrei-a pela cintura, puxei-a para mim e para dentro dos lençóis…

já tinha água na boca quando me atirei àquelas belas mamas...

ela ria-se, gritava, debatia-se…

como se quisesse que eu a largasse…

o seu corpo morno e macio roçando-se no meu…

pôs-me de pau feito num segundo.

 

agarrou-me nele...

- larga as minhas meninas ou quem paga é “ele”… ameaçou.

- não largo !... consegui dizer entre chupões… ela ria-se.

começou a “bater-mo” enquanto gemia entre apalpões e lambidelas

 

os dois, debaixo da roupa da cama… à luta.

entre gemidos, roncos, risadinhas e gritos…

devia ser uma cena  bem gira em vídeo !...

(nada daquelas mornices do BB…)

 

acabou por se pôr de barriga para baixo…

braços apertados ao corpo, pernas fechadas com força…

negando-se com risinhos de malícia.

 

muito as mulheres gostam desta brincadeira !!!...

claro que… para criaturas que sofrem de cócegas crónicas...

não escolheram uma estratégia muito eficaz.

(eu acho que elas gostam é de cócegas, mas pronto…)

 

pouco depois já a possuía como ela mais gosta.

de barriguinha para baixo, cuzinho arrebitado

e eu bombando que nem um desalmado…

(nem sei como ela aguenta comigo… lol)

 

é das poucas “mulheres barulhentas” que me dá tesão por isso.

quanto mais barulho faz, mais louco eu fico !

(e ela sabe…)

um vizinho que acorde com os gritos dela…

só tem que se considerar um felizardo…

e se tiver uma mulher a seu lado, vai comê-la pela certa !

(mas claro… há enconados que querem é sossego, já se sabe…)

 

é puro tesão !!!

em forma de gritinhos, gritos, uivos e sei lá que mais…

além disso ordena e pragueja as coisas certas…

nos momentos certos.

 

se diz “esporra-.te… já

eu cumpro !...

é ordem impossível de ignorar.


 

depois… arquejante...

diz das coisas mais doces que um homem pode ouvir !

 

se fosse “isto”… “aquilo” que dizem…

"que os homens querem-nas taradas, mas depois, querem-nas dóceis"

bem… então…

eu seria um desses homens e ela, assumidamente, uma dessas mulheres.

 

acabámos ambos ofegantes, aos beijos, gozando a acalmia…

(e o silêncio… lol)

 





 

devo ter “mergulhado”…

pois vim ao de cima a ser beijado com doçura….

com ela deitada sobre mim… fresca, do duche já tomado…

(sacaninha…)

 

- e pequeno almoço… vai ?  perguntou.

- deixa… eu faço…  respondi, com intenções de me levantar.

- não… deixa-me eu fazer… tens ovos ?

- ovos ?!?...

Riu-se.

- deixa-te estar… eu vejo o que tens no frigorífico.

- tá…

 

levantou-se… vestiu a minha camisa…

(adoro que uma mulher faça isso !!!)

saiu do quarto…

 

eu estava a precisar de um duche… saí da cama… sentei-me à beira.

ela voltou…

 

- ãããhh… antes de ir lá para dentro… há… hummm… algum sítio onde não queiras que eu mexa ?

 

fiquei a olhar para ela, meio surpreso.

admito que… gostei da pergunta.

poderá parecer descabida…

no meu/nosso caso nem necessitaria de ser colocada…

porque já nos conhecíamos havia algum tempo e tudo o mais, mas…

gostei, pronto !

 

- não fiques assim… foi só uma pergunta…  disse ela rindo-se.

- chega cá…

abracei-a pela cintura, acariciei-lhe as nádegas e beijei-lhe o umbigo…

- se já mexeste no dono, podes mexer na casa…

soltou uma gargalhada e “despenteou-me”…

 

- mas olha que… cada gaveta em que mexeres é “uma destas” que levas !...

avisei… acenando com a cabeça para a cama…

riu-se muito, soltou-se de mim é lá se foi aos pinotes… feita gaiata.

 

fiquei a pensar na pergunta…

sorri-me…

peguei no que precisava… fui para o duche.

 

ao passar para a casa de banho, algo me chamou a atenção no corredor.

 

todas as gavetas do armário que ali tenho… estavam puxadas para fora.


 


são oito…

 


sinto-me: hummmm !!! não digo
música: Pearl the Singer - (Elkie Brooks)

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 37 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.a vingança dos ursinhos...

.piaçaba

badge

.tags

. todas as tags

.ESCOLHIDOS

. Alguma vez amaste uma mul...

. Trintonas e boas!

. Destinatário Ausente (Ree...

. O perfil masculino ideal ...

. Deixem as crianças em paz...

. raríssimas

.links

.já tiveram uma trip

contador de visitas
contador de visitas

.em trip neste momento

online

.olha as horas !!!

relojes web gratis

.petição contra encerramento do Hospital Dona Estefânia

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

SAPO Blogs

.subscrever feeds