Domingo, 30 de Março de 2008

objectivo deste blogue




por fim a responder ao desafio da nossa querida Infiel

porque carga d’água surgiu este blogue e qual é a ideia afinal ???

 


conforme já disse… já em várias ocasiões tive oportunidade de explicar, mais ou menos claramente, essas razões.

mas… serve o desafio da Infiel para fazer um artigo sobre isso, para o dissecar bastante mais e para ficar como uma referência futura.

(se alguém voltar a perguntar o mesmo… zás, vai de link e está a andar…)

 

se a explicação não colher credibilidade unânime (o mais provável)… pois paciência… será porque alguém quererá à força que seja outra… mais cliché ou mais à sua conveniência e… não tenho nada a haver com isso !

(queixem-se à ASAE…)

 


posto isto, vamos lá…

 

 

 


 

 



o fito original deste blogue está, hoje em dia e nalgumas opiniões… um pouco “desvirtuado”.

noutras opiniões… apenas e simplesmente alargou o seu âmbito.

(eu acho as duas verdadeiras… e nenhuma em absoluto)

para perceber isto melhor… teremos de recuar um pouco atrás das suas origens.

 

sabem aqueles que me seguem desde o início (pelo menos) que gosto de sexo grupal e de ménages-a-trois em particular.

também sabem (já perceberam com certeza) que gosto muito de escrever.

 

acontece que… por vezes e havendo já alguma confiança, as pessoas gostam de se fotografar ou de se gravarem em vídeos caseiros.

mesmo apenas a dois as pessoas gostam de o fazer…

(tenham calma... já vão perceber o que é que tem a haver...)


somos voyeurs de nós próprios, todos temos a nossa dose de exibicionismo ou simplesmente gostamos de registar momentos para o futuro.

eu… nunca fui de o fazer (fotografar ou gravar)… por um lado por “feitio” próprio… por outro porque, como convidado, nunca me achei nesse direito.

 

de maneira que… a minha forma de contribuir para essa memória, exibicionismo, voyeurismo, era (e ainda é) escrever sobre as nossas experiências, descrever os nossos momentos e oferecer esses textos aos casais.

o hábito (e o prazer) de fazer isso sempre foi muito bem recebido pelos meus parceiros… fosse pelo invulgar da ideia, fosse por ter um efeito muito semelhante ao de um vídeo.

não raras vezes, até mais erótico do que um.

 

com o decorrer disto e da parte das pessoas que já conhecia há mais tempo… lá começaram a surgir as sugestões para escrever um livro, etc, etc…

 

bom… erradamente ou não… nunca acreditei muito nessa hipótese de levar ao prelo essas nossas histórias, nem na viabilidade disso e… nunca dei demasiada atenção a tal assunto.

o blogue acaba por surgir, portanto, como uma alternativa realista a essa vã tentativa de me sugerirem um livro e… neste ponto da situação influi o aspecto que me faz sorrir, por vezes, de alguns comentários moralistas que já recebi.

é que… a ideia do blogue não foi minha !

 

o “Sextrip” era para se chamar “O Outro, Ela e Ele”…. e surgiria por sugestão de um casal, o Rui e a Célia, que tiveram duas razões para ma fazerem:

1º, porque realmente gostavam das coisas que escrevia e de como as escrevia…

2º, porque todos somos exibicionistas (em graus variáveis) e as histórias na net permitem um certo “exibicionismo com risco calculado” de que eles gostavam… e eu também.

 

contudo… eu não queria (nem podia) simplesmente “pegar” nos textos que lhes havia dedicado e colocá-los aqui.

tinha que os alterar, remover pormenores que os pudessem identificar ou mesmo… aqueles “apartes” que se pretendiam realmente exclusivos… ou seja… teria, de certa forma, de reescrever as histórias.

e enquanto isso foi sendo feito… outros souberam da ideia… também gostaram… também incentivaram… também quiseram entrar… etc.

passaram-se uns meses e dei comigo quase com um “projecto” em mãos.

depois… outro casal, a Rosa e o M.T., sugeriram que o blogue, além das histórias (dos relatos) podia tentar lançar alguma luz sobre o sexo em grupo que, na altura, andava pelas páginas de jornais e revistas… cheio de lugares comuns, de moralismos de treta, de falsas ou confusas noções, etc.

toda a gente achou bem e… adensou-se um pouco mais a ideia.


no fundo… foram estes os alicerces do “Sextrip” !

rigorosamente… nada mais !

 

depois… algumas amigas e amigos também desejaram entrar na ideia… eu próprio comecei a querer expor-me um pouco mais… começaram as interacções nos comentários, os mails, as questões levantadas noutros blogues, em suma...o dia-a-dia.

o desejo de falar em diversas formas de sexo sem floreados… de passar mensagens algo diferentes das que se encontram em revistinhas e jornalinhos… e “por aí afora”.

até que se chegou à forma em que hoje nos encontramos.

 

a perspectiva dos meus parceiros e amigos também se modificou um pouco.

vêm cá ler coisas que antes desconheciam (ou pouco conheciam) a meu respeito… retiram ilações, leituras, de coisas que escrevo… encontram (muita vez) motivos para conversas que antes não tínhamos, de que não suspeitávamos sequer.

no fundo, é uma mais valia nas nossas relações, algo separadas no tempo por diversas imposições que não podemos controlar – é como uma correspondência, em que a minha exposição acaba provocando a sua.

tem sido uma “consequência” muito interessante, com que não contávamos originalmente e mesmo muito agradável.

 

infelizmente… o equilíbrio entre tudo isto tem sido um pouco difícil de conseguir porque… o blogue não é a minha vida, o tempo para ele (por vezes) não abunda, há também algumas prioridades de que faço questão, etc.

se fosse “reformado”… andava a oscilar entre o blogue e a vida sexual com intervalos para comer e dormir, eheheh… mas não sou.

(é claro que… estou a brincar… tenho outros prazeres na vida)

 

lamento portanto “desapontar”, mas… não !

o blogue nunca foi pensado com o intuito que muita gente pretende.

nunca foi pensado como uma “plataforma de engate” !

 

há uma diferença muito grande entre… eventualmente acontecerem seduções, como uma consequência natural (tão simplesmente humana)… e premeditarem-se essas situações, incentivá-las, investir exclusivamente nelas !

e neste blogue… quem não vê esta diferença e pretende apontar-lhe esse intuito de mero “engate”, das duas uma… ou é inocente (no bom sentido) ou é estúpido e mal intencionado (no único sentido) !

 

há aqui pessoas, de quem gosto sinceramente, a quem aprecio a companhia, a troca de palavras e ideias, a malícia, o flirt !

se as quisesse “aliciar” a um contacto físico… tenho acesso aos seus e-mails, muitas vivem aqui em redor ou mesmo não veria entrave a cobrir 400 ou 500 quilómetros para um eventual encontro.

porque não o tento, nem o faço… fica entregue à vossa imaginação – caso tudo o que escrevi não vos elucide em nada…

desde que comecei este blogue… por sua via aceitei um encontro, com um casal e… por sua consequência, tive também um “desencontro”.

para quem “meia palavra” não baste… quando se está de alma em algo, tanto se colhem as uvas quanto se nos azeda o vinho... é a vida.

 

gostaria que se tivesse a noção do ridículo que existe em tantas suspeitas de mero “intuito de engate” mas… na verdade… também não me trava o passo por aí além !

quem aqui vem simplesmente “engatar”… dificilmente se expõe, não se interessa em lançar questões, nem em debatê-las… não investe nessas coisas nem arrisca uma má palavra, uma mancha na “reputação”… tem um único fito e uma única forma de estar.

quem  não vê nem admite entender isto… é frustrado ou faz parte do mesmo saco !

 

para aqueles mais arraigados a essa ideia… apenas isto:

não sou como vocês… não tenho falta de sexo… não necessito de um blogue para o tentar encontrar !

não vejo mal em quem o faça… mas não tentem colar-me o vosso rótulo.

 


o Sextrip continuará a tentar fazer deste blogue um local onde fala e “se fala” de sexo, de sexualidade, de relações entre pessoas, de momentos bons, de momentos maus, de vaipes e desabafos…

o Sextrip continuará, na medida do possível, a ir a outros blogues, de mulheres e de homens, “conversar” com as pessoas por detrás dos monitores, participar nos seus blogues, opinar nas suas questões…

o Sextrip continuará a fazer da blogosfera uma catarse e uma partilha que descobriu e da qual gostou... o que, na verdade, é o Objectivo Deste Blogue !


até que um dia…  talvez seja simplesmente uma memória, para aqueles que eventualmente encontraram “algo” nas minhas palavras.

 

e parece-me que… é tudo !


 

todo o resto... dedicatória, nomeações, etc... faço-o 2ª ou 3ª feira (se não se importam).

agora tenho um "almocinho"...


 

beijos e abraços !


 




 

porque vou ao blogue da Infiel…

isto é... porque vou ao blogue de quem me convidou/desafiou

 


bom… seja um ponto de vista errado ou não, a grande maioria dos blogues femininos não me dizem nada!

entre outros aspectos, oscilam muito entre serem blogues “coitadinha de mim” e blogues “grrrr, sou muito mazinha”.

o da Infiel é bastante mais equilibrado do que isso e eu gosto de pessoas equilibradas ou que busquem o equilíbrio !

é muito simples…

é nesse “meio” que encontraremos, senão a virtude, a Infiel.

 

curiosamente… quando cheguei à blogosfera alguém havia falado da moda das mulheres casadas fazerem blogues para falarem das suas infidelidades (ainda não encontrei essa “moda”, mas pronto…) e quando vi um blogue feminino intitulado “Infiel” pensei cá para comigo, “ora cá está uma…”.

e claro… a minha costela de gato (ou feminina, se preferirem) lá me incitou à inevitável espreitadela.

não era aquilo que pensava mas… talvez por isso mesmo… gostei !

era o blogue com a perspectiva diferente naquela matéria.

 

continuo a lá ir porque a Infiel é uma mulher inteligente, logo interessante, que se vai revelando naquilo que escreve.

(além de que diz coisas sobre mim de que eu gosto, pronto…)

do que penso mais sobre ela… já o disse na dedicatória que lhe fiz no script too long (not sex)”, mas… repito-o:

 

"… à Infiel, por a sentir como uma pessoa com tristezas na alma com as quais luta e que busca coragem em todas as coisas para se manter à tona – a quem desejo que nunca baixe a guarda, a quem desejo que acabe por se cruzar com quem a queira e saiba amar incondicionalmente."

 

 


âmbito e regras segundo a Infiel, autora do desafio:

 

- que nos leva a escrever, formatar, encontrar imagens, responder a comentários, a ter e manter um blog???? quando só queríamos que uma só pessoa o visse e essa pessoa nem sabe que temos um blog....

 Regras???

 ok regras:

 - as que regem todos os outros desafios, seguindo a regra de bem viver na blogoesfera.

- responder á pergunta e passa-lo a outros bloguistas num nº entre 7 e 9

 - dizendo porque os seguem

 - enviar selo do desafio

 


nomear blogues… … (hummm, isto é sempre um sarilho… eheheh)

 

aqui vão os sete que farão o que entenderem com o convite, claro…

 

Cigana

gosto de ler as opiniões desta mulher…

 

Directed by:

gosto à brava da garina, pronto… é gira.

 

Elástico da Cueca

porque aparecem por lá coisas que muito se discutem, mas nem sempre por aqueles prismas.

 

Estrela do Sul

essencialmente para “ver” como vai o Mário.

 

Fritas da Tola

porque... ... bem, o nome diz tudo !...

 

Sem Penas

para me rebolar a rir a todo o comprimento da sala… (o gajo é mesmo Ruim !!!)

 

Sexo sem Nexo

porque é outra mulher interessante.

 

(PS... não me perguntem porque é que as cores e tamanhos de letra dos links estão maradas... porque não faço a mínima ideia e já fartei de tentar resolver... arreeee...)


sinto-me: atrasado para o almoço...
música: Who Wants To Live Forever - (Queen)

Terça-feira, 18 de Março de 2008

caminhos



olá a todos...


como alguns sabem, tive um problema de saúde na família...
àqueles que não sabem... tratou-se de um problema com a minha mãe.

depois de algumas questões anedóticas...
depois de mais uma vez se confirmar que neste país, cada vez mais, terá direito a bons cuidados de saúde quem tenha dinheiro...
está a situação estabilizada !

a minha mãe está em boa recuperação.

agradeço, muito sinceramente, os mails que recebi
e a vossa preocupação que sei ser franca !





entretanto... a carga profissional tornou-se quase asfixiante e... não só a motivação para aqui vir tem sido nula (o que peço que compreendam)... como também ando sem qualquer tempo livre e pessoal (népia, zip, zero...).
nem sequer para... (arrãããmmm...)  you know !!!...

tem sido dormir e trabalhar...

mas... como a fotografia sugere... há sempre caminhos
e conto que em breve esteja de volta ao vosso convívio.
pois é verdade que sinto falta "disto" e de muitos de vocês !



beijos
abraços

e tudo de bom para todos vós !


sinto-me: cansado...
música: Bleed It Out - (Linkin Park)

Sexta-feira, 29 de Fevereiro de 2008

d.e.s.a.f.i.o






grato... Rosa




O teu conceito.

Ou simplesmente aquilo que te ocorre no momento.


 

 

Vida: uma viagem – tudo o mais que diga é irrelevante.


Amor: inexplicável, incompreensível… mas é a essência do espírito humano – a ausência dele é a causa de todo o mal.


Casamento: um contrato (é estúpido que sempre apareça a seguir ao amor nestes “inquéritos”).


Dinheiro: (o que não é! o que não deve fazer!) um deus – comprar o espírito.


Homem: semente.


Mulher: terra.


Filhos: o único e verdadeiro legado que deixamos no mundo.


Família: raízes e barro…


Desejo: o motor mais potente que alguma vez existirá.


Profissão: fazer algo pelo mundo, pela vida… e ainda receber por isso.


Sucesso: corporizar um sonho.


Realização pessoal: é como a nossa sombra… tanto está atrás de nós, quanto à nossa frente… dependendo do sol.


Saúde: sem ela, nada se consegue fazer em boas condições – nada ! (parece que a malta esquece isto com frequência)


Internet: a maior janela que o homem já construiu.


Presente: acção.


Passado: tudo aquilo que somos.


Futuro: desconhecido… felizmente !


Política: algo que devia ser absolutamente  inacessível a medíocres.


Portugal: (por favor não morras… lembra-te sempre de Viriato)


Sexo: a mais absoluta linguagem do nosso corpo e um dos mais poderosos catalizadores do espírito. (devia estar a seguir a “amor”, ao invés do “casamento”, ainda que não pertença a nenhum deles). sempre injustiçado no seu valor e importância, reflecte o medo mais incompreensível do homem: o medo à liberdade.


Arte: catalizador do espírito.


Opinião sobre o desafio em questão: interessante.


 

Passa o desafio a três pessoas da tua confiança. Não mais, não menos e dedica-lhes o pensamento que elas te façam ocorrer com mais frequência.

 


fiz um bocado "batota"...
como recebi o "desafio" por mail, vindo de outro meio, resolvi passar a 3 pessoas "lá" e a outras 3 "cá".

porém, como não quis "nomear" ninguém aqui... "tirei à sorte" entre o nome dos que me lêem com mais frequência e os mais recentes por cá.

o resultado foi :

- Purple
- MissMe
- AntiEgo

e os pensamentos mais frequentes...  (okay... aí vão...)

- Purple -
" esta miúda, se tem mesmo 17 anos, tem muita pinta !..."

- MissMe -
" porque é que esta mulher não faz um blogue, raios ?!?"

- AntiEgo -
" este gajo nunca diz muito claramente aquilo que está a pensar..."


bom... concordem ou não com o que penso... não estou a ser desonesto convosco.


vou ao


sinto-me: contemplativo
música: Fallin - (Alicia Keys)

Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008

só prá menina... só pró menino...



" já reparaste que o teu blogue só é lido por mulheres ?!  vai lá um gajo quando o rei faz anos !?... [...]  as ninas gostam de te ler e os ninos desatinam com isso "


isto foi-me dito, há algum tempo atrás, por uma pessoa amiga.


na altura... já não me lembro o que respondi.
mas foi, de certeza, depois de um encolher de ombros.

uma observação feita agora pela Velhaseboas
(ainda que não exactamente tão acutilante)
fez-me relembrar o assunto
e o facto de, na altura, ter pensado em colocar um artigo.

também recordo que... pensara um artigo repleto de "análise".


neste momento... o que me saiu é bem diferente !






não me preocupa muito a tipificação de quem me lê.
eu escrevo... "falo"... exponho coisas que me acontecem
e (sempre) aquilo que penso.

nunca me preocupei verdadeiramente
em agradar especificamente a A, B ou C
nos assuntos que exponho, nem na forma como o faço.

se a alguém provoca "desatino" aquilo que escrevo
e aqui não vem ou deixa de vir...
pois essa é uma das atitudes honestas a tomar.

houve um indivíduo que aqui me lia
e que deixou de o fazer
a partir de um artigo em que relatei
a minha primeira experiência bissexual
(ou homo, se assim quiserem e entenderem)
...
está no seu perfeito direito !... por mim, tudo bem !...

se a alguém lhe causa inveja
a minha "popularidade" !(?)...
tem bom remédio...
faça o seu próprio blogue
e dispute essa tão invejada "popularidade".

desculpem lá qualquer coisinha, mas...
é para o lado que durmo melhor !

º

efectivamente...
por vezes lamento não ter mais participação masculina !

por duas razões :
1º, porque seriam pontos de vista diferentes dos femininos, obviamente.
2º, porque realmente nunca me senti a escrever para as ninas...
e acredito que os homens "perdem"
por não discutirem determinados assuntos entre si.
(mas pronto... isso é opinião minha)

nunca... nenhum homem foi aqui...
nem "ignorado" face às ninas
(como já me aconteceu noutros blogues "matchos")
nem mal acolhido...
nem ficou sem resposta ou simpatia !

o Gomesh, o Antiego, o Supreme, o Crestfallen, o Estrela-do-Sul, o Adrenaline, entre outros... sempre foram bem-vindos, sempre tiveram resposta minha e repetidos "convites" para aqui voltarem, ou para escreverem mais, etc...

portanto...
pela minha parte...
uma eventual controvérsia acerca disto...
passa-me literalmente "ao largo" !

contudo...
numa base de pura curiosidade...
desafio-vos a deixarem a vossa opinião, especulação, teoria,
o que quiserem :

por que razão o sextrip não é mais participado por homens ?

( já que... "lido"... parece-me que o é )


entretanto... vou ao zinho





 
blogue da campanha


sinto-me: divagante...
música: It's a man man man world - (James Brown)

Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2008

moral e... moralistas




GRANDES  incómodos  têm surgido ao facto de eu, neste blogue, ter dedicado alguns artigos a outras temáticas que não ao sexo.


 


 

tem claramente a haver com pessoas pequeninas, porcas e virais que consideram que eu, como “tarado sexual”, como “perverso”, como “gajo que só pensa em fodas” não tenho o direito de me expressar neste blogue acerca de outros temas.


(por favor... esforcem-se por imaginarem uma grande gargalhada)


 


bom… há muito que já lá vão os tempos em que “vocês” criticavam, ajuizavam, ofendiam e depois exigiam “respeito pela vossa opinião”... que pretendiam ficar com a última palavra

é chão que já deu uvas !


 


meus “filhos”, minhas “filhas”… a vossa “moral(idade)” é um excremento completo.

sempre foi !...

 

eu não sou aquilo que "vocês" querem que seja !

o “meu lugar” ou o “meu papel” não é definido, nem aqui, nem em lado nenhum, pelas vossas mentalidades estúpidas, tacanhas e mal intencionadas !

 

eu falo neste blogue de coisas que “vocês” não têm, nem a coragem, nem qualquer outra  capacidade para abordarem – a que sempre se remeteram à mediocridade de apenas criticarem com clichés sem ponta para debate… ao qual nem sequer respeitam.


falam muito o direito de opinião, na liberdade de expressão, etc… mas não fazem ideia (nem querem fazer…) do que isso seja !

 

a vossa ideia de que… quem tenha uma sexualidade como a minha “não é digno”, “não tem idoneidade”, “não é passível de crédito” no debate de outras matérias e assuntos… substituo-a eu, de bom grado, pelo papel higiénico… que é mais macio, mais absorvente e sempre me deixa o cu perfumado.







eu e outros como eu somos o princípio do fim de gente como “vocês”

que não gostam verdadeiramente de ninguém, a quem aflige e incomoda a felicidade e o prazer de outrem, que criticam tudo e toda a gente que não confira ou não viva pelos vossos dogmas dos quais se consideram o supra sumo (nem mesmo “entre iguais” admitem que haja melhor que “vocês”), que em tudo vêm algo criticável moralmente… um “tudo” que, no fundo, reside na vossa face escondida !... que pretendem ser formadores de novas gerações, na mesma senda mesquinha de cinismo…


a maioria dos pedófilos, dos violadores, dos agressores sexuais a qualquer nível… são pessoas como “vocês” !

não sátiros ou libertinos como querem fazer crer… mas como “vocês” !

gente “bem”, cidadãos “exemplares”, “chefes de família”, amigos em quem se confiou por terem “grande moralidade” !...

uma estatística que não interessa promover...


são “vocês” meus lindos e lindas… quem tem uma “sexualidade mal resolvida” !…

(aprenderam esta expressão, não sabem usar outra...)

são “vocês” que amesquinham os filhos por se masturbarem… são “vocês” que têm vergonha da filha grávida e a castigam de forma vil… são “vocês” que ajuízam os vizinhos e os filhos deles… são “vocês” que fodem no escuro, amordaçados, espartilhados como estando a cometer “o pecado”… são “vocês” que vão às putas e convenientemente “esquecem” ou escondem… são "vocês" que batem na mulher porque ela sorriu para outro homem… são “vocês” que ainda defendem esses homens, porque se sentem “pecadoras”… são “vocês” que chamam “vacas” a outras mulheres porque elas se relacionam com vários homens… são "vocês" que deixam de falar a um amigo ou dão um filho como “morto” porque ele é gay… são “vocês” que emperram toda a liberdade de expressão acerca do sexo… são “vocês” que em tudo vêem pornografia… são “vocês” que realmente fazem sexo vazio, frio, sem sentimento… são “vocês” que emprestam pestilência ao sexo e lhe dão uma aura de nojo, de degradação…






são sinónimos de usurpação, de calúnia, de mesquinhez, de inveja, de ciúme, de estagnação… de tudo o que diminui o ser humano… numa mentalidade única.


onde alguém mal nenhum vê, nem intenta… "vocês" encontram as piores baixezas humanas e as mais pútridas intenções que se possam imaginar… acusam, deturpam, distorcem, forjam “provas”, ajuízam e condenam.

mas não são “imaginativos”... apenas transferem para os outros a vossa própria podridão escondida, camuflada, mascarada !  conhecem demasiado bem os “podres” de que acusam os outros… porque na verdade, são vossos !


aposto que sonham com santas inquisições modernas… em que poderiam ter tesões escondidos ao apreciarem torturas sexuais mascaradas de castigos santificadores…

 

“vocês” são piores que todos os promovedores de diversos ódios juntos !

serei vosso inimigo… sempre !


estejam à vontade no "terem nojo" de mim !... esbanjem-no ao vosso dispor...
maior que aquele que tenho por "vocês" não pode ser !

 


em suma…

meus “filhos”, minhas “filhas”…

ide praticar sodomia com essas vossas opiniões.

 

senão, ao menos melhorem a vossa “coerência”…

ide junto de todos os blogues manifestamente  “não sexuais” a recriminá-los por abordarem o tema “sexo”, para o qual não foram criados…

terão muito mais campo para espalharem o vosso estrume… acreditem.

 

 


toda a gente tem uma moral…

só os Moralistas exigem que exista apenas uma

 


sinto-me: "perfumado"
música: No Bravery - (James Blunt)

Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2008

hospital de dona estefânia - contra informação



o que se leu num Correio da Manhã :


« [...] A falta de uma UCI infantil é denunciada ao CM pelo cirurgião plástico Celso Cruzeiro, coordenador da Unidade de Queimados dos Hospitais da Universidade de Coimbra. Apesar de alertar as autoridades de saúde para o problema, não conseguiu inverter a situação. ”A inexistência de uma UCI é altamente prejudicial para as crianças, porque têm de ser tratadas nos serviços de cirurgia geral, como os adultos, sem que tenham um acompanhamento clínico multidisciplinar diferenciado, com profissionais de saúde treinados para o tratamento de crianças queimadas, porque estas requerem tratamentos especializados. É por isso que existem hospitais pediátricos.”


Não é o único problema. Além do sofrimento físico, a criança vê-se num ambiente hospitalar hostil e agressivo. “Num serviço de cirurgia geral não há um peluche nem um ambiente infantil, o que deixa marcas psicológicas profundas para toda a vida”, sublinha o cirurgião.

Celso Cruzeiro desconhece as razões por que Portugal não tem uma UCI para crianças - situação que em 2006 forçou a transferência de uma criança portuguesa para Espanha - sobretudo porque são dos grupos etários de maior risco de sofrer queimaduras graves, especialmente as que têm entre zero e quatro anos.

Celso Cruzeiro sublinha: “Até há três anos só havia uma Unidade de Queimados pediátrica em todo o País, que funcionava no Hospital D. Estefânia. Fechou há três anos para obras de remodelação. Até hoje não se sabe porque é que ainda não está remodelada e em funcionamento.”

Na
opinião do cirurgião, Portugal devia ter, pelo menos, três UCI pediátricas: uma no Porto, outra em Coimbra e outra em Lisboa.

O Hospital D.
Estefânia esclarece que fechou a Unidade de Queimados, em Junho de 2005, por falta de condições de segurança. Embora sem unidade, os queimados são tratados pela mesma equipa multidisciplinar. Em caso de falência de órgãos, as crianças são internadas na Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos, recorrendo a isolamento se for necessário. Em 2004 foram tratadas 145 crianças queimadas, no ano seguinte 101, em 2006 passou--se para 146 menores eeste ano, até Setembro, tiveram tratamento 96.  »


 



 


o que não se leu no Correio da Manhã :

 

 

« Celso Cruzeiro desconhece as razões por que Portugal não tem uma UCI para crianças - situação que em 2006 forçou a transferência de uma criança portuguesa para Espanha - sobretudo porque são dos grupos etários de maior risco de sofrer queimaduras graves, especialmente as que têm entre zero e quatro anos.»

 

o Hospital de Dona Estefânia há várias décadas que tem uma UCIP (Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos) a funcionar em pleno

(e tinha uma unidade para queimados).

como é que o cirurgião entrevistado desconhece a existência dessa UCIP é um enorme "mistério" !

quanto à "situação que em 2006 forçou a transferência de uma criança portuguesa para Espanha" já se falará mais à frente.



« Celso Cruzeiro sublinha: “Até há três anos só havia uma Unidade de Queimados pediátrica em todo o País, que funcionava no Hospital D. Estefânia. Fechou há três anos para obras de remodelação. Até hoje não se sabe porque é que ainda não está remodelada e em funcionamento.” »

 

exacto… fechou para “remodelações” !!!...

o seu pessoal, entretanto, foi “integrado” noutros serviços – enquanto se iriam fazer as tais “remodelações”.

depois… começaram-se a formar, arbitrariamente, profissionais de outros serviços em “queimados”, o que começou a levantar suspeitas e desagrado entre o pessoal.

a isto começou-se a chamar “equipa multidisciplinar”…

(e é-o sim !... compulsivamente ! )

só mais tarde se revelou a verdade... a Unidade para Queimados encerrou e os queimados passavam a ser tratados por essa "equipa multidisciplinar" na UCIP.


ou seja, como é "hábito" em Portugal, as verdadeiras intenções foram escondidas desde o princípio, inventaram-se "desculpas" e "razões" e foi-se caminhando dissimuladamente para o fim pretendido.

quando as coisas ficam definitvas... já não há remédio, que se há-de fazer ?!?!?  certo ?

o que um estratagema deste calibre faz a um ambiente de trabalho e do esforço que os profissionais fazem para que esse desagrado não passe para os doentes e familiares de nada interessa a quem está na base deste tipo de actuação !


 


« Na opinião do cirurgião, Portugal devia ter, pelo menos, três UCI pediátricas: uma no Porto, outra em Coimbra e outra em Lisboa. »

e o cavalheiro insistia !

EXISTE UMA UCIP NO HOSPITAL DE DONA ESTEFÂNIA !!!


porque razão, uma reportagem televisiva que abordava os “principais serviços do Hospital de Dona Estefâniaomitiu grosseiramente a existência dessa UCIP é também um grande “mistério”.

porque é que os protestos dessa unidade por ter sido IGNORADA nessa reportagem nunca tiveram nenhuma repercussão é outro “mistério”.

talvez porque a estação televisiva que fez a reportagem tivesse sido barrada por profissionais dessa UCIP quando tentava obter notícias sencionalistas passando por cima de toda a ética !?… é apenas uma ideia... apenas uma ideia.


porque é que andaram a sobrecarregar o Hospital de Santa Maria com crianças doentes que deveriam ter sido orientadas para a UCIP do Hospital de Dona Estefânia é outro “mistério” !!!

talvez que os esforços de uma médica tenham evitado que a UCIP do H.D.Estefânia tenha encerrado para… “remodelações”... e frustrado os planos de alguém.


qual é o interesse em fazer crer que não existe uma UCIP no Hospital de Dona Estefânia ?!?



« O Hospital D. Estefânia esclarece que fechou a Unidade de Queimados, em Junho de 2005, por falta de condições de segurança. Embora sem unidade, os queimados são tratados pela mesma equipa multidisciplinar. Em caso de falência de órgãos, as crianças são internadas na Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos, recorrendo a isolamento se for necessário. Em 2004 foram tratadas 145 crianças queimadas, no ano seguinte 101, em 2006 passou--se para 146 menores eeste ano, até Setembro, tiveram tratamento 96. »

 

afinal… não eram “remodelações”… eram “falta de condições de segurança”.

tanto falso nome para “ordens superiores para cortes nos custos” !...

o Hospital de Dona Estefânia tem, inclusive, uma cama automática para tratamento de grandes queimados, que se julga senão a única, das poucas existentes no país – e isto não é dito em parte alguma.

a notícia “estrondosa” da criança queimada que a "Estefânia recusou" e que foi ser tratada em Espanha, que tanta polémica levantou e que levou até o snr. Ministro a ir dar explicações à televisão... foi mais uma manobra para denegrir aquele Hospital… nada mais !


 

(hoje em dia... grávidas terem de ir parir a hospitais espanhóis porque lhes fecharam as maternidades em Portugal já não é "grave" nem "escandaloso" - a mudança dos tempos e das vontades é extremamente rápida neste país !!!...)


o Hospital de Dona Estefânia trata queimados com regularidade e tem uma UCI P !!!

 

tudo isto são manobras para sugerir que o Hospital não tem valências nem capacidades para tratar estes problemas.

com que interesse ???

de quem exactamente ???…

que cada um puxe pela cabecinha e que comece a ler nas entrelinhas.

 

um hospital pediátrico que não tenha estas capacidades… é obsoleto, está caduco e está pronto para ser encerrado, vendido, demolido… não é ?!?

que conveniente !!!

agrada-se a uns (que terreno enorme aquele...), "desenrrascam-se" outros com uma valente maquia em dinheiro (até se diz que para pagar o hospital novo - que intuito meritório) e que se lixe uma herança... pois aquele hospital foi oferecido a um País e a um Povo... não a um governo qualquer !


não há "mistérios" nisto !!!

 


 


sinto-me: ---
música: ---

Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2008

defender o hospital de dona estefânia



uma amiga,

depois de uma longa conversa,

passou-me esta "incumbência"…

que assumirei com todos os meios que conseguir reunir !


 

 

o Hospital de Dona Estefânia, nosso único hospital dedicado exclusivamente à pediatria em Portugal, vem sendo de alguns anos a esta parte ameaçado de “fecho”.

 

aparentemente, as administrações anteriores, assim como os directores dos serviços e praticamente todo o pessoal que ali presta os seus serviços não desejam esse fim para o hospital nem concordam com as razões que têm vindo a ser apontadas para tal “necessidade”.

 

afim de lutarem contra pseudo auditorias “encomendadas” por governos anteriores, que davam o hospital como “sem condições”, conseguiram uma Acreditação de Qualidade, atribuída por uma das autoridades mais rigorosas da Europa.

esta "luta silenciosa", segundo me diz a minha amiga, já vem a acontecer desde o ano 2000 (ou talvez mesmo antes) e têm sido orquestradas manobras difamatórias ao Hospital, de forma a denegrir a sua imagem junto do público.

 

contudo… parece que essa Acreditação não tem qualquer valor para o actual governo, que se apresta a proceder ao fecho do hospital e a “substituí-lo” por um piso no futuro hospital de Todos os Santos.

 

a minha amiga também me elucida de duas coisas “interessantes” :

 

uma delas diz respeito a interesses imobiliários que há muito se movimentam na sombra, com os olhos postos naquela “apetitosa mancha de terreno” bem no centro de Lisboa e fala-se em surdina num multimilionário projecto para condomínio fechado.

 

a outra é que, quando alguém aborda este assunto, surgem imediata e muito convenientemente acusações de “obcecados com teorias da conspiração”…

 

seja como for… surgiu um blogue que tenta deitar alguma luz sobre tudo isto e que pede a colaboração e o apoio de quem a isso esteja disposto… assim como uma petição contra o “fecho” do Hospital de Dona Estefânia, que agora também aqui divulgo.

 

tudo indica que… os profissionais que servem neste Hospital andam manietados na sua liberdade de expressão e que os seus cargos correm perigo de represálias por manifestarem o seu desagrado e discórdia por todo este processo !

 

 

eu não fazia ideia desta situação… pois não tenho filhos e os meus sobrinhos são, felizmente, muito saudáveis nunca tendo necessitado de recorrer a este Hospital, mas… por via de outras pessoas tenho uma excelente imagem dele !

 

creio que isto é um assunto que, no fundo, diz bastante respeito a todos nós, senão agora, eventualmente num futuro (“para longe vá o agoiro”, como se costuma dizer) e desafio quem aqui me lê – caso concorde que esta é uma situação de defesa dos nossos interesses – a fazer o seguinte:

 

1 – fazerem também um artigo com o texto que colocarei mais abaixo, com os links.

2 – darem-lhe o mesmo título que coloco (para criar uma “massa” no google, por ex.)

3 – atribuírem a tag “Hospital Dona Estefânia” e outros que assim entendam.

4 – assinarem a petição, como é óbvio (incluindo o nº do B.I.)

5 – eventualmente, enviando comentário ou mail para o blogue : campanhapelohde








 

DEFENDER O HOSPITAL DE DONA ESTEFÂNIA

 


 

Petição dirigida ao

Exmº Presidente da República Portuguesa,

Aníbal Cavaco Silva

Contra o fecho inexplicável e inaceitável

do hospital pediátrico de Dona Estefânia.

 

http://www.petitiononline.com/hde2007/petition.html

 

atenção :

para maior impacto desta petição como documento…

por favor… indique o seu número de B.I. – obrigado.

 

 


mais informações em:

 

blogue “APOIAR E DEFENDER O HOSPITAL DONA ESTEFÂNIA - PATRIMÓNIO DA MÃE E DA CRIANÇA” criado por pessoas ligadas ao hospital que têm de se manter no anonimato.

http://campanhapelohde.blogspot.com/

 

site do próprio Hospital.

http://www.hdestefania.min-saude.pt/



grato pela vossa atenção
ainda mais grato caso apoiem





sinto-me: ---
música: ---

Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008

impossibilidades




hoje estou, como costumo dizer... "porco".
(porco com a vida... não armem confusão)

ontem tive uma reunião falhada e...
agrediram e assaltaram um dos meus irmãos já ao final do dia.
felizmente "está tudo bem" mas... assustou.
de forma que... adiante.

vou iniciar este artigo mas... só em linhas gerais.
depois irei completá-lo ainda que vos deixe desde já "margem" para comentários.
(se quiserem)



desde o princípio deste blogue que recebo mails comentando-me a mim ou aos artigos que coloco.
a maioria deles, como já referi, é lixo.
alguns... são meros comentários, concordantes ou discordantes, que me levantam sempre a dúvida do porquê de não os colocarem no próprio blogue.
também existem os que me colocam questões, sugerem temas, etc... que têm sido menos frequentes recentemente.
(creio saber a razão para isso, a culpa é minha... tenho "N" deles ainda por responder)

outros (poucos mas bons) são conversas mais pessoais ou particulares que me dedicam e das quais, obviamente, gosto e às quais dou muito valor.


e depois... há uma "categoria" à parte.
a que chamo ... os mails do pessoal que "me conhece".

normalmente são mails em que alguém afirma (não pergunta ou sugere - afirma peremptoriamente) que sou "A", "B" ou "C".
enfim... não sei se mais alguém é alvo deste género de afirmações ou se sou um fenómeno  exclusivo, mas pouco importa ao caso...

logo a início, tinha este blogue dois meses se tanto, recebo um mail de uma tal Raquel_77 a afirmar (entre outras coisas) que me chamo Mário Cotrim, que engravidei uma amiga dela chamada... Raquel (?) (Raquel amiga da Raquel?), que sou um cobarde, um merdas, blá blá blá...

enfim... clicado e zás... lixo.
(como diria o Crest... não há paciência para "fritas da tola")


agora, há dias, recebo novo mail de uma tal Ines_quecivel (nick que sugere ser uma qualquer Inês) que diz já me ter enviado um mail antes (deve ser o tal, mas era Raquel_77) e que se assina "Maria João".
(Maria João Inês Raquel... ou Maria João Raquel Inês)

neste mail, a "senhora", pretendendo "desconstruir-me" (palavras dela) indica o "meu" nome completo (que agora é José Gonzalo Cotrim - sim, com Z - e já não Mário), indica a "minha" morada (algures em Odivelas), indica a empresa onde "trabalho", o endereço, telefones e e-mail dessa empresa, até a matrícula do "meu" carro... diz que sou uma "falcatrua" e que até conhece a loja em que... "a minha namorada trabalha"... que andei com uma amiga dela (que agora e afinal se chama Júlia), que a engravidei, que lhe destruí a vida, etc e que... vai mandar mail para a tal empresa "onde trabalho", senão mesmo deixar uma carta na loja "onde a minha mulher trabalha".
(namorada !?? mulher!!? em que ficamos ?...)
tudo isto obviamente a meio de insultos vários e alusões a coisas que escrevi... o que me sugere que, quem quer que seja, lê e acompanha o blogue desde o início.

esta nunca me havia acontecido... normalmente ficamos pelas do género "ahh, tu não me enganas, és o Morais Vasconcelos e vi-te bêbado no outro dia" e pronto...

responder de volta está absolutamente fora de questão !...
ainda que isto fosse "sério", não haveriam hipóteses de  "comunicação" numa situação destas !
se se diz "não", já se esperava que o diríamos... se se diz "sim" é porque estamos a querer isto ou aquilo... enfim, de nada adianta o que quer que seja.
eliminei tais conversetas da minha vida...
para isto sim, estou "velho" e sem paciência.

haverá uma "solução" para a coisa e talvez a leve avante (se tiver paciência...), pois este género de pessoas funciona normalmente com palas nos olhos como os burros e não entendem/medem sequer aquilo que dizem, deixando pistas de que nem suspeitam...
quem a pessoa "não é", eu sei !...
quem a pessoa seja, não estou minimamente interessado em saber !

claro que, qualquer outro mail vindo das mesmas proveniências ou começando por versar o mesmo assunto vai para a "latinha da caquinha" sem direito sequer a leitura na diagonal.
entretanto... o José Mário Gonzalo Cotrim vai ter de se aguentar à bronca (paciência).

contudo...


o motivo do restante artigo (o tal a colocar) não será sobre esta lana-caprina... ainda que por ela motivado (em parte) e  talvez bastante mais curto.

até lá...
beijos e abraços


_____________________________________________







quando soube que era estéril fiquei mortificado durante bastantes dias e estigmatizado durante muito tempo.

era relativamente jovem, pouco informado do problema e as velhas e mesquinhas crendices populares, como aquela de ser apenas "meio homem", etc,  atingiam-me com violência.

durante muitos anos o assunto foi tabu para mim
e pouca gente sabia do facto.

ainda que não seja coisa que se coloque num curriculum ou que se ande a publicitar, como me parece que seja óbvio.

tinha vergonha que um amigo viesse a saber... deixar que uma mulher o descobrisse era impensável !

enfim...
o tempo foi passando e... numa altura sem sida, em que se fazia sexo muita vez sem preservativo... a minha "deficiência" foi-se tornando numa "vantagem".
ou mesmo quando o preservativo rompia, ou a mocinha se esquecia da pílula... assumia foros de garantia de tranquilidade - para mim à partida, para elas à posteriori, mas... era assim que a coisa ia funcionando e que (peço desculpas pelo "egoísmo") me foi desagravando !

mas a "nóia" não era só minha...
recordo ainda algumas surpresas do tipo, "então, mas tu tens erecção ?!" ou "mas tu vens-te na mesma ?!"... fruto de má informação e de mitos idiotas que ainda hoje pervalecem.

o problema de uma esterilidade como a minha (sim, há vários tipos, ou causas), para além das consequências óbvias, atinge dois tipos de homens, digamos assim...

. aqueles que "alinham" nos tais mitos
e/ou em moralidades da idade média.

aos quais lamento mas apenas posso desejar que "cresçam".

. aqueles que, à semelhança das mulheres
(ou da maioria delas pelo menos)
têm no gerar de uma criança um dos anseios mais importantes na vida.

senão o mais importante...

neste aspecto, homens e mulheres estão em completo pé de igualdade !
para a maioria das pessoas somos "coitadinhos" ou somos "culpados".
por vezes até... ambas as coisas !

e da mesma forma que há homens que culpam a mulher por ser infértil... há mulheres que culpam o homem pela sua esterilidade.
há até atitudes muito estrapafúrdias para com os "estéreis",
mas não adianta agora...

como disse... as discriminações são perfeitamente democráticas e unissexo.

e há quem use tal, evidentemente, como "arma de arremesso".
mesmo como forma perversa e doentia de "diversão", o que, no meio de tanto mau instinto também não se nota muito...

só há uma forma de ultrapassar esta questão e tem, mais uma vez, a haver intrinsecamente com crescimento de carácter.

o sentir (não apenas "pensar") que a única forma de, eventualmente, entristecermos por causa da nossa condição tem de vir... do nosso âmago (da alma ou das tripas, é indiferente) por razões muito nossas, que só nós temos o direito de as colocar !
e nunca, mas nunca mesmo, por algo que alguém nos diga, seja com que intuito for !

é a única forma...
... de cortarmos cerce as chamadas filhas-da-putice de uns.
... de não "levarmos a mal" um qualquer bitate inconsequente de alguém.
... de acalmarmos constrangimentos de um amigo distraído, por exemplo.
... de falarmos abertamente sobre isso com alguém que nos interesse.
... de encararmos, em suma, a questão com a naturalidade que lhe cabe.


portanto... e por exemplo...

imagine-se que alguém... já sabendo da futilidade de outras abordagens... inventa um personagem que engravida "amigas"... que não importando o rocambolesco dos pormenores, porque são mera "diversão"... vos tenta atingir sob outro prisma.

não... dizendo-vos que são uns estéreizinhos coitadinhos.
mas... tentando que se ressintam por serem acusados de algo que não vos é possível fazer.

seria uma outra forma, supostamente maquiavélica, de vos fazerem sentir coitadinhos... só que, por vos acusarem de uma coisa que coitadinhos de vocês são inocentes...
it's a injustice... yes it is...



poderia resultar...
se a darpp-32 funcionasse de igual forma para toda a gente.


esterilidade... será então e comparativamente... um "mal menor" !



"desconstruir-te"... essa é gira !...




sinto-me: carente por um café
música: o silêncio é preciso, por vezes

Sexta-feira, 4 de Janeiro de 2008

reticências - MissBradshaw / Portimão / Zés









ponto 1

que aconteceu à  MissBradshaw  e ao seu blogue ?

desapareceu por completo... alguém sabe o que se passou ?



ponto 2

fosga-se !!!  já não vou até "lá abaixo"...

estou deveras piúrso com o cancelamento do Lisboa-Dakar.




ponto 3

NÃO CARAÇAS !!!

não me chamo  José "das-não-sei-quantas" Cotrim
nem nunca fiz de "anónimo" em nenhum blogue, arre !!!

( Cotrim ?!?... que nome mais "nhóc" )




até amanhã... beijos, abraços





sinto-me: cansado...
música: Englishman In New York - (Sting)

Sábado, 1 de Dezembro de 2007

um blog parecido com o teu




apontaram-me um blog como sendo "parecido com o meu"
e fui espreitar (claro)

(esqueçam... que não vou dizer qual é)






réplica de olaria pré-colombiana do Peru
(colecção pessoal)



bem... "parecido com o meu",
só no aspecto em que relata aventuras sexuais.
porque, de resto, não o considero nada parecido.
diria até que... "parecido com o meu", como aquele,
devem haver centenas.



mas...

um dia que...
... eu foda tudo o que mexe, desde que sejam "gajas boazonas".

um dia que...
... baste que eu pisque o olho e a mulher mais "delirante" me caia aos pés suplicando que a "coma".

um dia que...
... eu fornique vizinhas, colegas, empregadas de lojas, vendedoras porta-a-porta (?) e mesmo as mulheres de "amigos" que por eles são negligenciadas.

um dia que...
... eu faça sexo ininterrupto durante horas, sempre com "erecções brutais" e "ejaculações diluvianas".

um dia que...
... até por uma chamada enganada para o meu telemóvel, consiga uma foda com a senhora que ligou o número errado.

um dia que...
... eu ponha uma mulher a chorar, pedindo que "eu pare" porque "não aguenta mais prazer".

um dia que...
... eu só tenha "amigas" na minha lista de amigos, só faça links para blogs de meninas e só (exclusivamente) responda a comentários das meninas (supostamente) mais apetecíveis.

um dia que...
... eu tenha uma "vivenda de autor" (seja lá isso o que for), com piscina, solário e porsche na garagem.

um dia que...
... o meu número de telemóvel esteja no perfil, a seguir ao endereço do msn.


então... nesse dia...
o meu blog será "parecido com aquele" !


até lá... é o Blog do Sextrip

sinto-me:
música: Blind - (Talking Heads)

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 37 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.a vingança dos ursinhos...

.piaçaba

badge

.tags

. todas as tags

.ESCOLHIDOS

. Alguma vez amaste uma mul...

. Trintonas e boas!

. Destinatário Ausente (Ree...

. O perfil masculino ideal ...

. Deixem as crianças em paz...

. raríssimas

.links

.já tiveram uma trip

contador de visitas
contador de visitas

.em trip neste momento

online

.olha as horas !!!

relojes web gratis

.petição contra encerramento do Hospital Dona Estefânia

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

SAPO Blogs

.subscrever feeds